.

.

07 outubro 2013

Nuvem errante...




Nuvem errante, peregrino vaso
que flutuas no espaço eternamente,
ora dourado pelo sol no ocaso,
ora fendido pelo sol nascente.

Essas formas fantásticas que assumes,
batida pela luz e pelos ventos,
nuvem feita de orvalho e de perfumes,
são imagem dos nossos pensamentos.

Amor ou ilusão que vais levando,
no seio onde germinam primaveras,
detém-te nuvem, deixa-me, sonhando,
nutrir-me na visão destas quimeras.

Augusto de Lima


4 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Lindo Poema

Excelentes Fotos! Adorei

beijo, e boa semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Severa Cabral(escritora) disse...

BOM DIA COM O FRESCOR DOS VENTOS E SOL DESSAS IMAGENS!
BJS DE BOM DIA !

Ritinha disse...

Bom dia!
Que lindas fotos, que delicia de lugar e como a poesia se encaixou direitinho com seus sentimentos e palavras tão bem descritas.
Bom demais!
Dazia tempo que eu não vinha aqui.
Muita coisa acontecendo (boas) e assim o tempo escasso, mas adoro seu cantinho, viu?
Bjs
Ritinha
estarei por aqui mais vezes

Eloah disse...

Querida, s ilha está realmente preciosa.A paisagem adquiriu a luminosidade da nova estação e você fotógrafa exímia conseguiu captar a beleza total.Adorei.Bjs Eloah

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.