.

.

24 novembro 2013

Retrovisor


Retrovisor é passado
É de vez em quando do meu lado
Nunca é na frente
É o segundo mais tarde, próximo, seguinte
É o que passou e muitas vezes ninguém viu
Retrovisor nos mostra o que ficou; o que partiu
O que agora só ficou no pensamento
Retrovisor é mesmice em dia de trânsito lento
Retrovisor mostra meus olhos com lembranças mal resolvidas
Mostra as ruas que escolhi, calçadas e avenidas
Deixa explícito que se vou pra frente
Coisas ficam para trás
A gente só nunca sabe que coisas são essas...

Fernando Anitelli 
(O Teatro Mágico)

Florianópolis no natal passado...

3 comentários:

Paulo Francisco disse...

E o que deixamos pra trás some na próxima curva.

Um grande abraço

Cidália Ferreira disse...

O passou passou...

Gostei de ler

beijinho
E continuação de um bom domingo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Pedra do Sertão disse...

Nossa que deu vontade de correr a SC para ver essa ponte!

Abração do Pedra

www.pedradosertao.blogspot.com.br

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.