.

.

22 agosto 2014

Desejo-te


Desejo-te um canto de pássaros
Perfume de lírios nas tardes mornas
Uma primavera para te acordar
Bem-te-vis teus dias azuis.

Não ter pressa para me deixar
Vento manso como brisa te afagar
E se tudo isso não trazer o riso
Ignora o viver no paraíso.

Viajo nas palavras procurando ideias
Bebo entendimentos em taça de cristal
Num sentimento de antigas lembranças
Corro para a vida por sua infinita beleza.

VanyCampos.



3 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Um poema maravilhoso e tão suave

Imagens lindissimas. Gostei muito

Tenha um maravilhoso sábado.
Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Sônia! Belo e profundo poema! Ótima escolha.

Abraços e um ótimo domingo para ti e para os teus.

Furtado

Ricardo- águialivre disse...

Boa tarde

Lindo de ler

Feliz Domingo

Deixo cumprimentos
***********
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.