.

.

27 setembro 2014

Tinha paixão?


Li algures que os gregos antigos...
quando alguém morria perguntavam apenas:
tinha paixão?
Quando alguém morre também quero saber 
da qualidade da sua paixão:
se tinha paixão pelas coisas gerais,
água,
música, 
pelo talento de algumas palavras 
para se moverem no caos,
pelo corpo salvo dos seus precipícios 
com destino à glória,
paixão pela paixão,
tinha?
E então indago de mim se eu próprio tenho paixão,
se posso morrer gregamente, 
que paixão?

Herberto Helder.




Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.