.

.

24 novembro 2008


Tenho de começar a pensar na paisagem que
nasce dos olhos, quando se dirigem para esse ponto vago
em que os pássaros parecem voar dentro deles,
e não no próprio céu a que pertencem. O vento
nos cabelos, porém, afasta-me deste princípio
lógico; e sigo a sua direção, que acaba nos dedos
que contam a distância a que estamos,
a partir de uma tabuada que não tem fim. E
acendo um cigarro, para que o fumo envolva
o rosto num pressentimento de vida,
fazendo com as palavras pareçam sair
dos lábios que, no entanto, permanecem
fechados. E este perfil é tudo o que me resta
para imaginar o corpo amado, como se
ele fosse uma frase - feita a partir de
fragmentos, alinhados na mesa da estrofe,
numa atmosfera de silêncio.

Nuno Júdice

Um comentário:

UMA PAGINA DE AMOR disse...

OLHA O QUE ACHEI AGORA MEU AMOR
RSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

QUANDO ESTOU SENTADO NA FRENTE DO COMPUTADOR,
E ALI FICAMOS SO NÓS DOIS.
COLOCO VOCÊ NO MEU COLO.
NO COLO EU SINTO VOCÊ.
SINTO SEU CORACÃO.
TAMBÉM SINTO SEUS PÉS NO CHÃO.
SINTO VOCÊ SORRINDO.
TAMBÉM SINTO VOCE CHORANDO.
SINTO SUA VIDA.
SINTO VOCÊ SONHAR.
SINTO VOCÊ ME BEIJAR.
SINTO AS ESTRELAS A LUA E O MAR...
SINTO VOCÊ NO COLO ME AMAR...
TE AMO SÔNIA

EDUARDO POISL.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.