.

.

15 janeiro 2009


Ensina-me como aprenderei a contar
As areias da praia
Sem as espalhar
Como juntar as nuvens
Sem as esfarrapar
Como nadar no rio sem me molhar
Ensina-me a amar sem sofrer
A ter sem saber
A compartilhar e receber
A dar e perder
Ensina-me a voar
A ter asas e as merecer
A usar as palavras
Sem as estragar
E sobretudo
Ensina-me a ficar
Aqui a olhar
O vaivém das ondas do mar…

Poema de Piedade Araújo Sol in Ecos

17 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Vim te agradecer amiga por ter me escolhido com o selo Blog de Ouro,meu muito obrigada de coração.
Fiquei emocionada por ser uma das seis escolhida por vc.
Cada selinho que eu ganho tem um significado especial para mim e o seu: nossa valeu mesmo.

Um gde abraço e obrigada pelas suas visitas,vc é uma amiga especial tb.

beijooo.

Kitty disse...

Sônia querida,

Agradeço imensamente por nomear o Frestas... Fico feliz por saber que, de alguma maneira, somos "lidos" por Almas tão sensíveis e especiais como vc.

Obrigada e seja sempre muito em-vinda naquele cantinho que já tem seu lugar guardado por lá!

Beijo!

tossan disse...

Esta foto também gostei muito, fantástica!
Sonia, as minha primas são paulistas mas moram aí uns 20 anos. Logo vou fotografar por Floripa. Bj

(Carlos Soares) disse...

Vim sentir um pouco dessa brisa.Que belos poemas vejo aqui.Esse último(primeiro) então.Me vi nele.Obrigado por seu comentário sempre atencioso e carinhoso.Quero que volte sempre.Ah estou preparando uma segunda carta aos blogueiros, tamanha a satisfação de ter recebido as msgs de carinho.

Paula Raposo disse...

Gosto imenso dos poemas da Piedade!! Obrigada por teu carinho que agradeço. Muitos beijos.

Eduardo Aleixo disse...

Bonito. o poema. Mas apetece-me dizer que há coisas que não se ensinam, se aprendem, e se aprendem, aprendendo, fazendo, mergulhando no mar da vida, mexendo e remexendo nas areias das praias, voando com as asas da nossa imaginação, espraiando-nos no corpo amoroso do mundo com as ondas amorosas do nosso mar de amor, partindo para saber o que deixámos, regressando para saber o que longe descobrimos...Apetece-me dizer que temos de ser nós o mar, as ondas, os rios, o deserto, as florestas, o céu, a terra, o ar, o amor, a vida e a morte. Temos de ser nós a voltarmos a sermos nós, a recuperarmos a nossa inocência perdida, porque tudo está em nós,escondido, à espera do nosso beijo de libertação plena.
Um beijo.
Eduardo

Eu disse...

Olá!! Tem um meme pra você no meu Blog. É uma pequena homenagem a você e a este espaço lindo e inspirador!
Beijo grande!

OUTONO disse...

Obrigado pela partilha do poema da Piedade...uma leitura que considero imprescindível.

O teu Blog...diga-se com uma edição perfeita, merece uma leitura sempre atenta, e só agora, com tempo (perdido) devido à "faminta" gripe" que anda por aí, o percorri com muito cuidado.

E gostei muito.

Beijinho

Bandys disse...

Agradeço sua visita, e suas palavras.

Tudo lindo por aqui, adorei a imagem tambem,

Beijos

Luis F disse...

Amiga vim navegar no teu mundo e beber das tuas lindas palavras, cheias de perfume e sentimento.

Gostei muito de aqui estar...

Com amizade
Luis

Dois Rios disse...

A vida ensina.

Com a vida se aprende.

Belíssima imagem. Quem é o autor?

Beijos,

Inês

Mariazita disse...

Querida Sónia
Venho do Lírios agradecer a sua visita e comentário ao meu post "Bicho-Amor".
Hoje publiquei um poema diferente, dum autor "diferente".
Penso que vc vai gostar, e este poeta precisa de todo o nosso apoio.

Quanto ao seu post, só posso dizer:
Que lindo poema!
Um pouco ambicioso...vc não acha? -:))) - tá pedindo muita coisa...
Brincadeirinha. É lindíssimo. Amei!

Aproveito para convidar-te a visitar o meu blog A CASA DA MARIQUINHAS
Será recebida com todo o carinho.

Beijinhos
Mariazita

FERNANDA & POEMAS disse...

QUIERIDA SONIA MARAVILHOSA FOTO E
BELO POEMA DA PIEDADE... LINDO AMIGA... UM ABRAÇO DE GRANDE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

lua prateada disse...

Maravilhoso amiga.Obrigada pela visita..
Passei te desejando um lindo fim de semana e deixar-te um recadinho...
"Não á uma altura ideal para partir...Parte,simplesente e continua a viver e a amar.Não tens tempo para sempre..."
Beijinho prateado

SOL

Pelos caminhos da vida. disse...

Prêmio lá no blog para vc.

beijooo

Carlos Veiga disse...

Olá!
Quero agradecer o comentário no meu blog e aproveitar para dizer que sempre que posso venho aqui :)
Gosto mesmo muito do seu blog, sinto-me bem por cá...
Um beijo e um óptimo fim de semana!

© Piedade Araújo Sol disse...

olá Sonia

uma surpresa que tive hoje ao entrar na sua "casa", e ao ver este poema meu.


obrigada por o divulgar.

fica um beij

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.