.

.

15 janeiro 2009


Sou tantas que quase
me perco entre os monstros
e fadas que habitam
os sonhos de mim

mas ainda reconheço
minha menina saltitante
quando recolho
os estilhaços coloridos
que a madrugada espalhou
e me refaço
pra dar bom dia ao mundo
outra vez

(isabella benicio)

12 comentários:

Helio Herbert disse...

" A luz,por menor que seja,não é vencida e apagada pela escuridão.
A escuridão,por mais densa e profunda que seja,pode ser iluminada pela luz de um fósforo.Assim como a luz é mais forte que a treva,o bem é mais forte que o mal,e o mal não consegue vencer o bem"
Seicho Taniguchi.

Marta Vasil disse...

Sónia
Deixei no meu blogue, com muito carinho e convicção, um selo para si. Espero que o vá buscar.

Um grande beijinho

MV

Gilbamar disse...

Pequeno auto-retrato que fala sobre as razões do recôndito d'alma.

Fraternal abraço.

Xana disse...

Seremos meninas sempre , desde que a gente queira e nos deixem.

Beijos

manzas disse...

Faz bem pensar assim...
Passei para lhe desejar um resto de uma boa semana…

O abraço…

Paula Raposo disse...

Estamos sempre a refazermo-nos...um belo poema! Beijos.

Delfim Peixoto disse...

elo... de uma ternura .... doce
jnhs

silvioafonso disse...

.



Uma chama de vela, perdida na tarde sem luz, quem a vê? Ninguém, eu sei. Mas a chama cresce no cair da noite e quanto mais escuro, mais a claridade resplandece. É assim com a luz verde dos seus olhos nas noites de minha vida.

silvioafonso, mais palhaço que poeta.





.

Frederico Salvo disse...

Somos tantos mesmo, Sônia...
O importante é que todos esses que somos estejam sob a luminosidade dessa criança que nos habita.
Um beijo!
Obrigado pela visita.

Ana Martins disse...

Bonito querida amiga!
Parabéns pela escolha!

Beijinhos,
Ana Martins

tossan disse...

Sonia, que maravilha de fotografia! A cor, o pássaro.. Belo poema! Mas oque mais gostei foi este. Beijo

Coisa estranha essa saudade,
Não se vê, não se toca, mas esta ali...
Sinto saudades dos sonhos,
Dos planos mais loucos que já fiz...
Sinto saudade do que não existiu,
Mas queria que tivesse existido...
Parece que a saudade mora em mim,
Tanto, que se um dia parar de doer,
Vou então sentir saudade da saudade,
Deste suave sopro andarilho
Que eterniza as ausências....

sonia

Iana disse...

Querida sua visita foi óptima, sua presença em meu jardim é um prazer enorme...

É sinal que há mais flores lindas nascendo e perfumando meu jardim, mesmo eu demorando em aparecer por lá ele esta sempre nascendo flores e sendo regado pelo carinho e o calor da amizade... Obrigada!


A VIDA SE TORNA BELA SE NELA
EXISTIREM AS FANTASIAS,
OS SONHOS E OS MÁGICOS
MOMENTOS ...

ELA TAMBÉM SE TORNA
MARAVILHOSA QUANDO
ENCONTRAMOS ESSE TESOURO
PRECIOSO E LINDO,
CHAMADO AMIGO ...

Beijo e um forte abraço
da rosa amiga
Iana!!!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.