.

.

21 janeiro 2009


É o luar que me inventa
nesta varanda de prata.
Faz bem pouco, havia apenas
silêncio, e uma alma escassa.

É do luar este conto
solto na espuma do ar,
e que me conta, me sonha
contra ruínas.É o luar

em seu tear me tecendo,
soprando-me uma alma vasta
e as velas desta varanda
em águas iluminadas

por sua lira que respira
este conto - enquanto tarda,
na sombra, a princesa fria
que há de vir me beijar.

Rui Espinheira Filho

16 comentários:

Clarinda Galante disse...

Lindo o poema...adorei.
Jinhos muitos.

(Carlos Soares) disse...

Também gostei muito

Tatiana disse...

Que lindo!
Fiquei até sem ar, ao ler algo tão belo e profundo!

Receba um beijo carinhoso

Mariazita disse...

Venho, em nome do Lírios, agradecer a tua visita, e informar que ontem, dia 21, publiquei um lindo poema de Carmo Vascocelos.

O poema do teu post, de Rui Espinheira Filho, é lindíssimo!
Gostei imenso.

Gostaria de receber a tua visita no MEU blog A CASA DA MARIQUINHAS.
Aparece. Serás recebida com todo o carinho.

Beijinhos
Mariazita

Daniel Costa disse...

Sonia

O poema divulgado, vale a pena, ainda por cima a termiar em beijo.

Encantado, com o poema a Lisboa, já que a cidade é a minha funciona como a terra prometida, até na afinidade.
Daniel

Diogo Caceres disse...

Bom dia!!
Aqui na cidade que moro, no interior de São Paulo, sempre temos a oportunidade de apreciar a beleza do luar.. realmente imagem inspiradora dos mais doces poemas!!
"Não há, oh gente, oh não, luar como esse do sertão"...
Excelente poema, grande abraço!!

Maysha disse...

Amiga deixei um selinho para ti no meu blog, com carinho. Vai buscar, tá bem?
Beijos de luz
Isa

Xana disse...

muito bonito, adorei mais uma vez vir ver as suas escolhas!
Beijinhos

blue violin disse...

Olá! Passei para informar que lhe atribuí o Prémio Beautiful Blogger, com muito carinho.
Por favor, passe no meu espaço!

Beijo azul (Blue violin)

blue violin disse...

Olá! Passei para informar que lhe atribuí o Prémio Beautiful Blogger, com muito carinho.
Por favor, passe no meu espaço!

Beijo azul (Blue violin)

Miguel Barroso disse...

Gostei muito.



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

manly disse...

Tu idioma es muy bonito, suena muy bien. Saludos

DESESTRESSA MANO disse...

amei.

abraços e sucesso

secreto segredo disse...

Que tal um outro desafio?

Quer se movimentar? Vem comigo.

Tem espaço.

Beijos

Secreto Segredo

Ana Lúcia. disse...

Lindo Blog!
Lindo Poema!
Lindíssimas Fotos!
Belíssima música!
Só elogios...
Parabéns!
Sucesso! Sorrisos! Paz! Vida!
Beijos.

Edital Paulistano disse...

Belo e rico seu blog.

Meus parabens.

Este poema é, infelizmente, o que eu aguardava da vida hoje.. mas nao aconteceu..


abs.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.