.

.

29 março 2009

Entre a promessa e o sonho


Há entre a promessa e o sonho,
um amanhecer azulado de lírio,
um cheiro morno de colo,
um suspiro de espera.
Há entre nossas vidas um laço de vida nenhuma
que se ata além do apreensível.
Há entre mim e ti um tanto de espaço
que se dobra e nos junta como se reordenasse todas as coisas.
E então eu adivinho teu sorriso e tu intuis o meu olhar.
Eu pressinto teus lábios e tu imaginas meu corpo.
Eu sonho teu gosto e tu prevês minha entrega.
Há entre o delírio e o real,
um tanto de nós que já existe,
agora.

Ticcia
http://www.naodiscuto.com/

11 comentários:

Regiane* disse...

adorei o seu blog.. =D
que lugar lindoo .. e a mensagem tambem !!!
se quiser dar uma passadinha no meu blog .. fique a vontade. =P
beijinhoos.. ;*
fique com deus

Adolfo Payés disse...

entre la promesa y el sueño, me quedo con tus versos, preciosos.

un gusto leerte


saludos fraternos

un abrazo

Osvaldo disse...

Oi, Sonia;

Há entre todos os seres, milhões de coisas que acontecem, que unem e separam, que nos fazem correr... e desistir, ou parar e nos reaproximar. Há todas essas e mais coisas, que fazem a beleza da humanidade, de sua reações e suas paixões.
Gostei do poema... é sensível.
Bjs
Osvaldo

Victor Gil disse...

Olá Sônia.
Bom dia, boa semana, muito mar, sempre muito mar.

E então eu não preciso
de intuir o teu olhar,
porque ele é mar.
nem adivinhar o teu sorriso,
porque o vejo.
Imagino as outras coisas,
pressinto o sonho,
pressinto o beijo.

Um beijo
Victor Gil

Xana disse...

Tantas promessas que viram sonhos, tantos sonhos que vêem como promessas.

É bom que se realizem algumas dessas promessas e sonhos, senão o sorriso deixa de existir nos nossos rostos.

beijinhos querida e uma semana cheia de coisas lindas:)

Paula Raposo disse...

Lindo poema do eterno amor, musa dos Poetas!! Beijos.

O_ENVIADO disse...

:)

Arantza G. disse...

Que belleza de poema.
Hummm...me encantó.
Besos

poetaeusou . . . disse...

*
o sonho
é a espera do concreto
na promessa esperada
em ardentes vendavais,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

MARCOS disse...

linda!
...suspiro...

neide disse...

Lindo poema querida. Adorei.

Feliz semana.

Bjsss

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.