.

.

21 abril 2009

A BUSCA


No denso bosque do meu pensamento
Procuro o verso genial, profundo
Que jaz adormecido em esquecimento
Como uma pedra nobre em poço fundo

Anseio aquela idéia preciosa
Que há de tecer poema de cetim
Qual leve e subtil colcha sedosa
Urdida em tear de oiro e marfim

Mas busco-a a sós comigo e silente
Pois sei que se atrapalha receosa
Se encontra pelo caminho sons e gente

E é na calma noite misteriosa
Que ela vem possuir-me amorosa
Despindo-se de versos lentamente

Carmo Vasconcelos - México

15 comentários:

Adolfo Payés disse...

Hermosos versos.. que lindo visitarte siempre.
te dejo mi cariño inmenso
y saludos fraternos
un abrazo

rouxinol de Bernardim disse...

Mas que lindo strip espiritual e poético!

A magia das palavras na solidão criativa! Excelente!

Victor Gil disse...

Passei por aqui em busca de palavras bonitas e encontrei.
Um bom e um beijo
Victor Gil

Isabel José António disse...

Querida Amiga Sônia,

Lindíssimo soneto sobre a busca. Parabéns.

Busca irmão em teu interior
Nada está fora do teu SER
E na hora da partilha do amor
Abre bem os olhos para ver

Não faças juízos de valor
Observa apenas com atenção
Tudo passa, fica só o amor
Se o cultivares no coração

Entrega-te somente à vida
Para que esta se dê a ti
E seja toda ela sentida

Começa agora, mesmo aqui
Evita que ela seja repetida
E anda por aqui e por ali

Um grande abraço

José António

a magia da noite disse...

A noite será sempre o berço da paixão, forma ténue que nos cobre os corpos acordando os sentidos

Ernani Netto disse...

A busca pelo amor em versos... Lindo soneto!

Bjaum

Vieira Calado disse...

Um soneto mexicano!
O soneto é universal!

Beijoca.

Reggi* disse...

oiiiee !! ;D
Perfeitoooo aquii.. !!
como sempree.. !!!

Beijããoo lindaa.. ;**

Sidney Ramos disse...

Olá Sônia:
Soube que aqui o vento soprava no canto do ouvido o ar tranquilo das belas paisagens e da poesia.
A palavra entrava junto com a riqueza visual e a brisa dessa ilha.
Realmente é um lugar lindo que faz muito bem.
Muito obrigado, volto sempre.
Gostaria muito de receber sua visita.
É uma casinha pequena de poesia e arte.
Mas lá tudo também é feito com muita lealdade.

Doncel disse...

La calma,la noche, el misterio...
Bellos componentes, para la creación de tus versos.

Besos

Multiolhares disse...

A foto esta esplendorosa e o poema divino
beijos

Luísa disse...

Cada gesto é um verso, quando se fala de amor...
A vida só é saboreada quando envolve o grande e majestoso sentimento: AMOR!

Beijinho terno!
(obrigada pelo miminho no olhardeperto...)

Maria Liberdade Oliveira dos Santos disse...

Só passei para deixar o meu abraço carinhoso e dizer que o seu blog foi selecionado para receber o selo Amizade e Informação. Por favor acesse o meu link www.liberdadeemprosaepoesia.blogspot.com e pegue o seu prêmio.

Beijos de luz no seu coração.

Mar Arável disse...

As papoilas também são breves

mas resistem

silvestres

O mar me encanta completamente... disse...

Que bom te ler de novo
e com tanta competência,
como sempre, com essa leveza
que é só sua.
Amei.
Beijos, Soninha.

Glória

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.