.

.

15 maio 2009

Como te Pressinto


Eu te pressinto em todas as horas,
Nos momentos de maior emoção,
Quando meu coração rememora,
O afeto transformado em paixão.

Eu te pressinto no instante de ternura,
Nas lembranças de todos os devaneios,
Naquele gesto de incontida doçura,
Em que o espírito se desprende em enleios.

Eu te pressinto na intensa alegria,
Nos profundos recolhimentos d'alma,
E nas crises em que anseio por calma.

Eu te pressinto na variedade de cada dia,
Na explosão do desejo oculto e vigoroso,
E na expressão do sentimento carinhoso.

Vânia Moreira Diniz

19 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Sonia,
Tá lindo demais seu blog.
HJ consegui ler com calma os poemas, vi as imagens.
Lindo, lindo, lindo.
Bjos

Adolfo Payés disse...

Bello leerte siempre.

saludos fraternos
un abrazo
besos

que tengas un buen fin de semana

Gilbamar disse...

Um belo poema num maravilhoso blog.

Poéticos abraços.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá.

(Charles Chaplin)

Hoje passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços beijos te amo muito Eduardo Poisl.

Helio Herbert disse...

Maravilha,seu blog está cada vez melhor...Um bom final de semana a todos.H.H.

Princesa disse...

Belo poema adorei
um bom fim de semana
beijocas

Luiz Caio disse...

Oi Sonia! Como vai?

Eu, por minha vez, sinto sua sensibilidade... E admiro!

Tenha um ótimo final de semana!

BEIJOS.

Bandys disse...

Sonia,
Amei sua foto.

Eu te pressinto na intensa alegria,
Nos profundos recolhimentos d'alma,
E nas crises em que anseio por calma.

Lindo, esse trecho...
fiquei suspirando

Beijo um otimo final de semana!!

≈ Estrellita ≈ disse...

muy bello Sonia, gracias por tus viistas a mi sentir, te dejo un beso y que disfrutes del find e semana amifa

Marta Vasil disse...

Sônia

Em primeiro lugar espero que a sua mãe esteja completamente restabelecida.

O pressentimento é a tónica deste poema e talvez essa capacidade de pressentir advenha da grande cumplicidade, conhecimento e amor entre duas pessoas. Ou tão simplesmente do desejo de que algo aconteça...

Beijinho de ternura

Sandra S. disse...

Isso é que é amor.
Não é preciso tocar, basta pres(sentir).


grande beijo,
continuação de bom fim de semana

Reggi* disse...

Oiiii Sonia ! *-*
que lindo essa parte !

"Eu te pressinto em todas as horas,
Nos momentos de maior emoção,
Quando meu coração rememora,
O afeto transformado em paixão."

bom final de semana..
beijããoo.. ;**

Meg disse...

Pois vim espreitar o seu Blogg e fiquei por aqui...Gostei de tudo!
Pareces -me ser uma mulher com uma Alma Grande (leia-se, sensível)!
Vou voltar.
Abraço
Meg

www. bichaneca.blogspot.com

Ernani Netto disse...

Só por ser soneto já é lindo...

Bjaum

entremares disse...

Pressente-se ...
E depois sente-se.
É assim a vida, ou pelo menos é assim a vida de quem consegue observar a beleza das coisas...

Bom fim de semana

Dois Rios disse...

Lindo, Sonia!

O amor aguça os sentidos e faz transbordar sensibilidade.

Beijo,
Inês

Ana Martins disse...

Um soneto maravilhoso!!!!!!!

Beijinhos e votos de bom fim de semana,
Ana Martins

Luísa disse...

Pois...
Eu te pressinto, na minha vontade de te ter por perto, de dar o meu melhor para ti e de guardar o defeito para dias cinzentos!
Só pressente o outro quem ama!
Adorei o poema!
Beijinho terno

rouxinol de Bernardim disse...

Cara Sonia:


Há poemas que são sedativos, terapias, bênçãos... Este é um deles!

Parabéns pela feliz opção!

Bom domingo!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.