.

.

30 maio 2009

A palavra mágica


A palavra mágica
dorme na sombra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.
Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarda o encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.
Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
minha palavra.

Carlos Drummond de Andrade

6 comentários:

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Talvez, a senha da vida a que se refere Drummond não esteja, na verdade, nessa nossa vida, e ele, com certeza, já tem a resposta.

Um grande beijo,

Reggina Moon

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Talvez, a senha da vida a que se refere Drummond não esteja, na verdade, nessa nossa vida, e ele, com certeza, já tem a resposta.

Um grande beijo,

Reggina Moon

Daniel Costa disse...

Sonia

Ou a magia da obra poética, da Carlos Drummond de Andrde. No fundo é o bem apresentas e bem.
Daniel

direitinho disse...

A palavra é mágica.
Boas palavras
Curas com palavras
Más palavras que matam
...que silênciam a voz dos inocentes, dos injustiçados....

Não desanimo e continuarei procurando as boas palavras....

lupussignatus disse...

infindável

demanda

Sônia Brandão disse...

Acho que sempre estamos à procura dessa palavra mágica.
Beijo.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.