.

.

29 junho 2009

Todo dia morre um amor


Todo dia morre um amor. Quase nunca percebemos, mas todos os dias morre um amor. Às vezes de forma lenta e gradativa, quase indolor, após anos e anos de rotina. Às vezes melodramaticamente, como nas piores novelas mexicanas, com direito a bate-bocas vexaminosos, capazes de acordar o mais surdo dos vizinhos. Morre em uma cama de motel ou em frente à televisão de domingo. Morre sem beijo antes de dormir, sem mãos dadas, sem olhares compreensivos, com gosto de lágrima nos lábios.
Morre depois de telefonemas cada vez mais espaçados, cartas cada vez mais concisas, beijos que esfriam aos poucos. Morre da mais completa e letal inanição.
Todo dia morre um amor. Às vezes com uma explosão, quase sempre com um suspiro. Todo dia morre um amor, embora nós, românticos mais na teoria que na prática, relutemos em admitir. Porque nada é mais dolorido do que a constatação de um fracasso. De saber que, mais uma vez, um amor morreu. Porque, por mais que não queiramos aprender, a vida sempre nos ensina alguma coisa. E esta é a lição: amores morrem.

Autor desconhecido (parte do texto)
http://www.pensador.info/p/decisao_no_amor/12/
Imagem:Contax Imagens

17 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Já vi o amor morrer na minha frente.
Já matei o amor.
Já fui vítima dessa morte.
Mas já vi também o amor nascer, já fui gerada por ele, já o gerei também.
E sem saber ainda como é a melhor maneira de fazer com que ele viva, tenho buscado "Reconquistá-lo" todos os dias.
Como sempre linda sua escolha, e como sempre me emociono quando venho aqui (embora sumida coloquei a leitura em dia).
Bjo

Paula Raposo disse...

Sem dúvida! O autor tem razão. E assim vamos aprendendo...beijinhos.

(Carlos Soares) disse...

Que lindo,SÔnia.E verdadeiro. O autor está certo na constatação.Triste,mas certo.Um abraço e ótima semana

(Carlos Soares) disse...

Que lindo,SÔnia.E verdadeiro. O autor está certo na constatação.Triste,mas certo.Um abraço e ótima semana

Denise disse...

Como tão bem cantava Elis Regina:
A amor é como a rosa no jardim ,agente cuida agente molha agente deixa o sol nascer pra crescer pra crescer a rosa do amor tem sempre que crescer ,pra quem cuida bem da rosa pra quem sabe cultivar...


ha de aguar......e cuidar.

porque é lamentavel desperdiçar ........

Denise

Izi disse...

oi,

certíssimo...

amiga, no meu blog, na lateral há o selinho "Amizade virtual", gostaria q vc aceitasse.

bjos e ótimo dia prá vc!

Ricardo Calmon disse...

Minina Sonia Amadérrima Nossa:

Hoje embora romantica como sempre,da dor do amor sussurras,em parte desconhecido texto,e parte,das quentes larvas de cardíaco seu,borbulhante de VIDA!

Bezu mãos suas!

Uma Alva Margarida!

Viva Vida!

Victor Gil disse...

Oi Sonia.

Todos os dias morrem amores,
se morre de amores,
se vive de amores.
Todos os dias nascem amores,
há amores que partem,
há chegam amores,
mas é sempre triste
os amores que morrem.

Beijos amiga
Victor Gil

Antonio Paulo disse...

Belo texto e verdadeiro.Mas assim como morre esse amor outros nascerão com certeza. Sonia um abraço grato pela sua presença.

≈♦ Estrellita ♦≈ disse...

Que lind oSonia,un besito y buen dia.

Meg disse...

Minha querida adorei este seu texto poético, mas tão real!
É verdade, "todos os dias morre um amor"...ainda que apenas se extinga sem morte física...mas dói sempre o vazio a quem perde...
abração
Meg

Mundo Animal. disse...

.... __...--~~~-. _ _.-~~~--...__
....// __.MUNDO._ !_.-~~--...__ \\
..// __...--~~~- ._ !_.-~~~--...__ \\
// ___.....---~~._\ ! /_ ANIMAL !.\\
===========\\!//========--
Te deja sus saludos y buenos deseos
gracias por tu compañia , abrazos.

(“)_(“).-“”’-.,/)
; ° ° ‘; - ., , ‘ )
(♥_, )’__,)’-._)

Zé Ernesto - Gaia disse...

Hai-cai - 77

O grão de Mostarda
Na terra para morrer -
Irá renascer

Zé Ernesto Gaia

PS » Retirado seu endereço do blog BICHANAR de Meg.

MEUS PENSAMENTOS disse...

olá sonia venha para o meus pensamentos estamos em festa e falta vc!

Ana Martins disse...

Pressinto uma certa tristeza nos seus posts, e o seu comentário me deixou mais apreensiva ainda.

Seja como for, quando quiser postar o meu soneto esteja à vontade para o fazer.

Beijinhos e tudo de bom,
Ana Martins

direitinho disse...

Fez uma linda escolha e o texto é sempre actual.
Muitos morrem e deixam saudade pelo seu amor e carinho.
Muitos morrem porque não querem nem sabem amar. Tantos outros que procuram compreensão, amor e pão e nada encontram porque só vêem portas fechadas, rostos pesados e todos sempre a dizer não....não.....
Feliz daquele que sabe amar com fé e com o coração.
Estes vêem o mundo com o coração e amam sempre sem aparente razão.

louca esquizoffrenica disse...

Ola sonia, ê verdade todos os dias morre um amor mas ele vai morrendo aos poucos deixando um vazio que a gente pensa näo preencher mais , mas um dia quando menos se espera o sol volta a nascer no coraçao. Bjo desde o outro lado do oceano.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.