.

.

06 julho 2009

HÁ UM ANO ESTOU AQUI


Há um ano este espaço tem se dedicado à poesia, às imagens e à música. Antes dele houve outro, um pouco mais tímido, sem tantos recursos, que num destes rompantes que a gente tem de vez em quando, apertei um botão e sumiu...
Claro que logo me arrependi, tinham sido meses de pesquisas, porque amo ler as poesias que como folhas ao vento, andam por espaço sem fim do mundo virtual, quase nunca reconhecidas em seu valor, porque assim como as folhas rolam pelas calçadas e se confundem, assim também os poemas se perdem ou ficam esquecidos em algum cantinho.
Meu imenso prazer é catar estas folhas, trazê-las outra vez ao conhecimento dos amigos, sentir a inspiração dos momentos, valorizar as pessoas que as escrevem, quando muitas vezes, nem elas lembram do que fizeram um dia.
Claro que também temos nossos mestres, poesia que mesmo lida e relida, sempre emociona, ensina...Eu escrever? Claro, arrisquei e arrisco muitas vezes, mas gosto de misturar minhas folhas com todas as outras, assim me sinto uma poetisa também!
Quero aproveitar para agradecer a todos que anonimamente ou manifestamente aqui visitam, dão sua opinião, participam e dão este incentivo carinhoso para que continuemos sempre, mesmo que a vida às vezes traga dias pouco inspiradores e cansativos.
Nesse momento também quero agradecer a um especial amigo, a primeira pessoa a comentar, SFSOUZA, do blogger Olhar o Mar, um grande mas humilde poeta, que está sempre atento a tudo. Inclusive hoje, o poema será um de sua autoria.
Obrigado amigo, e a todos os amigos de todas as partes do mundo aqui visitam. Obrigado Eduardo também, que por madrugadas discute comigo se um poema está bom ou não, se a imagem combina ou não com aquilo que quero mostrar....enfim, obrigado a todos, porque nem sei mais o que dizer para agradecer, e porque este texto que era para ser simples, está ficando enorme! Um abraço a todos, de coração.

Que o sonho de ser eu
me aconchegue
Ao teu olhar
irrequieto
Metade de mim
é agua,
a outra metade
deserto

Que todos os ventos
de mudança
Se soltem
em gritos universais
Metade de mim
é mar,
a outra metade
teus sinais.

Sfsousa/olharomar
http://rosadesangue.blogspot.com/

19 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Parabéns por este ano de muita coisa boa que tu conquistou no blogger, um ano de muita dedicação nas escolhas dos poemas e imagens, sempre falei que tu é uma verdadeira garimpeira de poemas, mais sei também que valeu a pena tudo isso.
Beijos te amo muito, parabéns

Dora Regina Dias Pereira disse...

Sonia, parabéns!!
Seu blog está belíssimo, suas imagens estão um sonho.
Parabéns pelo seu bom gosto, é muito bom passar por aqui!
Um caloroso abraço!

Luísa disse...

Que bom, que bom!Eu também faço parte deste espaço rico de poesia!
Bebo das letras aqui postadas e aprecio muito a tua atitude como comentadora no olhardeperto!

PARAbÉNS!PARABÉNS!PARABÈNS!
Neste 1.ºaniversário faço votos para que o vento na ilha jamais pare de soprar, pois eu virei cá sempre senti-lo!
Beijinho terno!

direitinho disse...

Gostei deste blogue e através dele pude encontrar lindos poemas, imagens e musicas encantadoras.
Não sou invejoso mas quantas vezes digo:
Gostava de fazer assim o meu blogue! Lindo!....

rouxinol de Bernardim disse...

querida Sónia!

Que o vento da erudição e da cultura continue aplasmar belos textos que a todos nos encantam!

Felicidades para si e para todos os que a rodeiam com seu carinho e amor.

Bem haja...

Isa disse...

Hoje irei deixar um mimo no "Momentos" para o seu blog.
Que goste,querida.E Parabéns,Amiga querida.
Beijo.
isa.

Antonio Paulo disse...

Bom dia Sonia nesse seu relato quando dizes que tirou do ar assim num repente. Me fez lembrar quando deletei várias linhas escritas por mim e me arrependi também.Mas você merece estar sempre aqui sua presença nos incentiva aqui temos belas poesias e lindas imagens.Parabéns a você e ao Eduardo que nos brindam sempre com imagens de uma natureza exuberante.

LOURO disse...

Querida amiga Sónia.

Parabéns!!!
Que o vento na ilha, continuo por muitos anos...

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Nilson Barcelli disse...

A blogosfera é impressionante e, tal como você, às vezes também eu tenho saudades do que perdi ao longo de quase 6 anos de blogue.
Gostei do poema do seu amigo, que não conhecia.
Querida amiga, tenha uma excelente semana.
Beijo.

Victor Gil disse...

Querida amiga Sonia.
Há um ano que estás aí e estás muito bem.

Rodeada pelo mar,
espelho transparente de azul,
as pedras, os barcos,
as aves e as flores,
de um País ao sul.

Também estás há um ano aqui, entre os amigos, aqueles que te adoram, pela tua simpatia, pelo teu encanto, pelas tuas palavras e as palavras dos outros.
É sempre um prazer passar pelo teu cantinho. É muito agradável respirar esse espaço, onde o amor, o mar, a amizade, navegam ao sabor das brisas da tua ilha e do teu mar.
Um beijo pela amizade
Victor Gil

Olhar o mar disse...

Olá Sonia,
Te agradeço do fundo do coração esta sua menção em seu blog.
Já se passaram alguns anos mas a vontade de voltar a ler suas poesias e suas sensibilidades é sempre a mesma, como se hoje tivesse seu inicio e seu despertar.
Você nos surpreende com seu carinho e eu fico sem palavras para comentar sua atenção pois como sabe eu somente tento escrever o que vou sentindo sem a pretensão de ser poeta, um dia, mas suas palavras me sensibilizam e me deixam sem jeito, e apesar de já ter pensado desistir algumas vezes, seus comentários e seu abraço amigo me levantavam e orientavam.
Pela amizade, que a par com o amor, são duas estrelas que muito prezo, aqui deixo meu manifesto e minha demonstração de quanto a admiro, pelo que escreve, pelo que ama e pelo que sonha.
Uma grande onda de felicidade e uma amizade maior lhe envio para vc, para seu amor Eduardo e para seus amores de sempre, sua família,
Nos vemos por aí,
Sfsousa/olharomar

Gilbamar disse...

Parabéns! Suas mensagens poéticas alegraram muitos corações e ensinaram tantas coisas a tanta gente. Prossiga, seu blog ainda tem muito a nos oferecer.

Poético abraço.

Cantodomeucordel disse...

Muitos e muitos anos de atividade profícua desejo ao seu maravilhoso blog

Esse é meu novo espaço virtual dedicado especialmente à literatura de cordel. Sua visita será muito bem vinda.


Fraterno abraço do amigo Gilbamar.

(Carlos Soares) disse...

Sônia.Fica até difícil comentar, mas um singelo PARABÉNS fala tudo nao é? Sou prova que este blog é sim dedidado à poesia e aos amigos e o faz com esmero e carinho. Gostei quando falou das folhas nas calçadas.Sempre fiquei encucado e até triste de ler um lindo texto ou poema e no final está lá:AUTOR DESCONHECIDO . A poesia não merece isso, muito menos a pessoa, que com certeza foi um solitário. Isso dói. E o poema de seu amigo é verdadeiramente lindo. Declamem! Exclamem! Proclamem a poesia! Um grande abraço do amigo,Carlos

Graça Pereira disse...

Há aqueles que dão com alegria, e essa alegria é a sua recompensa.
Parabéns pelo aniversário...a dois!!
Que o vento suave, feito brisa continue chegando a todos os corações.Beijos Graça

tossan disse...

Gosto te visitar porque fazes da poesia algo de sonhos, com poesia, fotos e música de verdade! Deve ser a ilha e esta linda familia! Beijo

Rosani Nauar disse...

Parabéns!Pela magia, beleza e encantamento que é seu blog amiga Querida.

beijos,

E.Rakowski disse...

"Apertas-me?", perguntou a mão.
"Claro!", respondeu a outra...
"De que me vale existir se não te apertar?"
"Constróis?", perguntou de novo
a mão.
"Claro!", respondeu de novo
a outra...
"De que me vale existir se
não construir?"

"Ama-me...", pediu.

E as mãos foram.
(Pedro Branco)

_PARABÉNS... Sônia
e que lindo lugar vc fez,
que esse 1 ano seja apenas
o primeiro de muito e muitos
cheio de belas palavras e carinho!

♥ Beijos ♥

Sônia Brandão disse...

Parabéns, Sônia.
Que você continue nos brindando com as suas belas postagens.
Beijo.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.