.

.

07 agosto 2009

Como As Espigas


Finalmente (embora
saibas que não há
nem fim nem princípio):
deves dizer ainda
que há uma rosa de espuma
no teu peito e que
o seu perfume
não se esgota. E que lá
também existe
uma fonte onde bebem
as flores silvestres. Mas não
humildes, como ias
chamar-Ihes: altas
como as espigas
do vento, que no vento
se esquecem e que no vento
amadurecem.

Albano Martins
in Escrito a Vermelho
Imagem 1: http://www.paulsgrains.com/sunset5-31b.jpg
Imagem 2: Lagoa da Conceição

16 comentários:

Nanda Assis disse...

maravilhoso cheio de emoção.

bjosss...

Pena disse...

Simpática Amiga:
Um poema sensível e doce de uma pessoa admirável, pura e linda.
Uma poetiza sonhadora que encanta nesse sentir só seu.
É uma linda poetiza que concebe na sua poesia, na sua simpatia, na sua amabilidade doce muito encanto.
Poema que revela uma flor linda: VOCÊ!

"...também existe
uma fonte onde bebem
as flores silvestres. Mas não
humildes, como ias
chamar-Ihes: altas
como as espigas
do vento, que no vento
se esquecem e que no vento
amadurecem..."

Este poema comporta uma mensagem que entendo, mas não explicito por ser muito pessoal, aceite-a, POR FAVOR...?
Sempre a admirá-la.
Beijinhos amigos de respeito e enorme estima.
Cordialmente agradecido pela visita amável ao meu blogue.
Por isso, OBRIGADO, doce amiga.

Adorei o seu poema.
Bem-Haja, pela preciosidade que é!

meus instantes e momentos disse...

é muito bom voltar aqui.
Maurizio

Maysha disse...

Sonia amiga, que lindo poema, doce e sensivel como tu.

Agradeço os parabens e as queridas palavras para o meu neto, fiquei feliz.
Amiga ter um neto é uma experiencia unica, uma emoção, um turbilhão de sentimento inexplicaveis. Adoro o meu pequenote e vivo muito por ele e para ele.

Tem um fim de semana encantado, deixo-te a minha amizade em forma de um beijo de luz
Isa

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Sonia, passei para ver as novidades e lhe desejar um ótimo fim de semana.
Um abraço

Layara disse...

Rosa de espuma no peito...
Dá pra sentir essa linda rosa de sentimento, há sempre uma Rosa no peito quando se ama. Belo!

ótimo fim de semana. Muita Luz nesse peito sempre tão cheio de Rosas.

Um beijo Lilás!

Cleo disse...

Show de fotos, poema maravilhoso.
Beijos e um lindo fim de semana.
Cleo

SAM disse...

Sonia uma excelente escolha! Lindo poema! Amei.Obrigada.


Ótimo fim de semana, amiga.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Que seu final de semana seja de luz, menina linda.

Rebeca

-

Everson Russo disse...

Belissimo e emocionante poema, um lindo sabado pra ti,,carinho e um beijo na alma.

Corações & Segredos disse...

Oi amiga.
Retribuindo a visita e o carinho.

Lindo poema,,,,

Desejo a vc um final de semana cheinho de alegrias.
Beijinhos de RO!

♥ ♥ Rabiscando disse...

Lindo poema Sonia, ótima escolha, super delicado.

Um ótimo fds prá vc!

beijos!

♥ ♥

Dulcineia (Lília) disse...

As espigas...
Louras, como o sol...
... prometedoras, como um bom saco de farinha,
... erguidas a tocar o céu,
... mas bem enraízadas na terra,
... ser como as espigas: a tocar o céu, bem enraizada na terra, flexível e com o calor do sol.

Bom fim de semana , Soninha. Tudo do MELHOR para ti e teus!
Carinho
Lília

AFRICA EM POESIA disse...

Sónia...
um vento na ilha...e um bom domingo

MAR



Saio de casa, tentando levar-te…
A ti sentimento, a ti loucura…
E lá longe, olhando o mar…
Mar infinito, penso e vejo…
A loucura de te querer.
E não te poder querer…

E lentamente…
Ponho-te na minha mão aberta
Sopro-te e mando-te embora…
E deito-te ao mar...
Mar que é louco, e que é mau…
E te envolve nas ondas revoltas…
E vou para casa sem pensar em nada…
Vou mais leve. Mas mais pesada…

E quando chego, de ombros caídos…
Olho ao meu redor, e encontro-te aqui…
Porque tu voltaste outra vez…
E nunca me deixarás libertar….

Lili Laranjo

More Than Words disse...

Venho desejar um bom Fim de semana,
um jinho no seu coração,
T!na

Sônia Brandão disse...

Parabéns pela bela postagem.
Tenha um ótimo domingo.
bjs

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.