.

.

25 setembro 2009

Poemas esparsos



Vou andar descalço pelas estrelas
Colher flores no universo
Vou levar meus versos pra qualquer lugar
Que seja longe da tua constelação.
Vou me afastar aos poucos numa chuva de corpos celestes
Viajar sem destino
Brilhar de sol e de lua
E como estrela cadente cair em você.
Vou puxar os cometas pelas caudas
E te dar os anéis de saturno
Me afogar no mar da tranquilidade
E me ocultar no lado escuro da Lua.
Vou me perder de você
Pra nos encontrarmos
Numa dobra do tempo qualquer
Em que sejamos um só
Infinitamente pra sempre.

Vander



Os seres amados são sombras que se apagam,
são sombras de um jardim, no entardecer.

Nós tínhamos no olhar o encantamento
dos lúcidos recortes,
dos arabescos harmoniosos
desenhados no chão.

Mas um por um diluíram-se os desenhos
numa sombra maior ...
Os seres amados são sombras,
são sombras de um jardim, no entardecer ...

Tasso da Silveira


Imagens: Costão do Santinho e Lagoa da Conceição

26 comentários:

Morango com leite condensado disse...

Hummm... Quanta sensibilidade!!! Quanta coisa linda encontramos nesses poemas.

Bjos e Bom fds

Jacque disse...

Que lindo, Sônia! Só mesmo a poesiapra trazer tamanho encantamento ao olhos!

Lindos versos.

Beijo.

Dora Regina disse...

Sonia, como me encanta o seu blog, suas imagens são verdadeiros colírios para nossos olhos.
Um final de semana maravilhoso...

direitinho disse...

Cantar o impossível como se isso nos desse felicidade.
Poemas figurativos muito bonitos e transcendentes:
«Andar descalço pelas estrelas e vestir os aneis de Saturno»
Formas de cantar o amor que nos encanta e nos faz sonhar...........

Nanda Assis disse...

as poesias aqui são show mas eu adoro as imagens.

bjosss...

José Carlos Brandão disse...

Lindos poemas.

Nós nos esquecemos de Tasso da Silveira, da sua poesia que leva a Deus. Muito bom você estar lembrando.

Beijos.

Sofá Amarelo disse...

Vou também andar descalço pelas estrelas do pensamento...

Muitos beijinhos e bom fim-de-semana!!!

Isa disse...

Lindo poema.
Fotos? Que encanto.
Estão de parabéns.
Beijo.
isa.

Norberto Marques disse...

Olá Sónia :))

Adorei o seu poema, acho que neste momento se identifica muito com o rumo que preciso dar á minha vida.
Desejo-lhe um bom fim de semana.

Aquele abraço amigo.

Norberto

elvira carvalho disse...

Lindos os poemas. O primeiro em especial tem versos de rara beleza. E as fotos também.
Um abraço e bom fim de semana

Adrisol disse...

en estos versos dejas ver toda tu sensibilidad!!
felicitaciones, amiga..

también por las imágenes, que son inmejorables!!

besosss

++lindorui disse...

Olá, Sônia: Obrigado por mais uma visitinha e pelo comentário.
Sem falsos nacionalismos, considero o Pastel de Belém assim como... O Céu na Terra... !!!
Uma DELÍCIA minha amiga... crocante, aquela nata misturada com o sabor da canela e polvilhado de açúcar glacê... MINHA VIDA... que BOLO... !!!
Vá lá e... CONFIRA... !!!
Abração e o desejo de um ótimo FINAL de Semana tb pra você, minha Amiga.
Tchau.
Rui
1lindomenino

Kotta1947 disse...

Ouvi falar em pastel de nata humm...
O poema é lindo as imagens maravilhosas, mas ficou-me na ideia os pasteis de nata e sabem, vou comer um agora mesmo. Bjcas

FOTOS-SUSY disse...

OLA SONIA, BELISSIMA POSTAGEM...VOTOS DE UM BOM FIM DE SEMANA!!!
BEIJO DE CARINHO,


SUSY

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Sempre colorido te visitar, esse teu azul bordado de palavras. TonSurTon. Lindo!

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, adorei os poemas que vc escolheu.
Muita sensibilidade.
E das fotos também gostei.
Bom fim de semana.
Beijo.

Maria José disse...

Lindos poemas, lindas fotos, lindo blog, belos sentimentos. Parabéns. Beijos e obrigada por sua visita no meu espaço.

argumentonio disse...

em esparsos versos se cantam os afectos e se antecipa o anseio de fusão!

bem vindos são os poemas que assim nos tocam o coração!!

e dos lugares sem limite que as imagens transmitem, pulsa a beirAmar que apetece ter por oxigénio para os melhores sentimentos, para a respiração da alma, para a ascese da contemplação!!!

;->>>

Sàlvia disse...

Preciosos poemas. Un lindo e interesante blog.

Besadetes

HELENA AFONSO disse...

Eu vou viajar mas com destino,
brilhar de sol e de Lua
e pensar nestes poemas lindos.....
HELENA

Princesa disse...

Passei para fazer a minha visita de sempre...
Aproveito para agradecer também a sua visita e o carinho que me dispensa sempre

O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis...

Tenha um bom domingo cheio de coisas boa
Beijinhos

Brancamar disse...

Lindos os poemas! E as imagens desta sua ilha são de perder a respiração. se podesse enviar-se por correio eu queria um bocadinho desse mar... :)
Fico deslumbrada a olhar para a exuberância única da paisagem sempre que a visito.
Beijinhos.
Branca

Papoila disse...

Querida Sonia:
Fotos e poemas maravilhosos e tão bem integrados.
Beijos

Antonio Paulo disse...

Já é tradição
essa linda união
poemas vindos do coração
unidas as fotos desse paraíso
dizer que é perfeito nem preciso.

Um abração Sonia bom final de semana.

Nade disse...

Que misto maravilhoso de palavras e imagens, Sonia, querida!
Passando pra desejar um big final de semana a você e a sua família!
Bjs, querida!

Retalhos de Amor disse...

Vim conhecer teu cantinho...
E, quanto o amei, Linda Sonia!!!
Poesias e fotografias de rara
beleza e emoção... Parabéns!!!
Voltarei, com certeza!!!

Lindo domingo pra ti e...
Meu beijo no teu coração!!!
Iza

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.