.

.

26 outubro 2009

Poema Desenhado



No meio da página escrevo ao acaso a palavra "menina"
e à sua magia, um caminho abre-se
para ela andar.
E como houvesse brotado aos seus pés um arroio espiador
uma ponte estendeu-se
para ela atravessar.
Mas a menina
agora parou
e do meio da ponte namora
encantadamente nas águas
a graça inacabada de seu pequenino rosto
feito às pressas.
Às pressas...
(nem tive tempo de lhe dar um nome)
A vida é assim,meninazinha sem nome...
A vida nem dá tempo para a vida!

Mário Quintana




Imagens 1 e 2: Eduardo Poisl

15 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Lindo poema meu amor.
Beijos

direitinho disse...

A vida é realmente ma menina. Passa tão rápido que nem dá tempo de ver seu rosto ou lhe dar um nome.

Mário Quintana surpreende sempre em cada poema.

direitinho disse...

queria dizer UMA MENINA

Maria João disse...

Sonia

A vida às vezes é mesmo essa menina que fazemos crescer à pressa, sem tempo para lhe dar um nome. Quando damos por ela, ela já cresceu tanto que nem nos reconhece.

Um beijinho

louca esquizoffrenica disse...

Ver a vida com olhos de menina e um dom que temos que aproveitar antes que a vida passe por nos e ela passa muito depressa beijos desde o outro lado do oceano lindo poema e como sempre belas Imagens

Lia disse...

Olá Sónia,

aqui consigo viajar pelos caminhos do pensamento - lindas as fotos,poemas e a música!
Passo para deixar um carinho.

Lia

RETIRO do ÉDEN disse...

Amiga,

Apesar de minha idade 60 anos, ainda me sinto uma menina...tenho consciência de que não cresci/amadureci...contínuo com a ingenuidade de outrora e parece que fico igual a mim mesma e nada aprendo.

As fotos estão demais! parabéns.

É sempre um privilégio o seu comentário no nosso retirito.
Obga.
Bjs.
Mer

Cris Tarcia disse...

Lindo poema, as fotos maravilhosas.

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
vou quintanar
a rocha do meu cuidado
com selo do Eduardo
na menina feita mar . . .
,
suaves maresias,
,
*

Rosemari disse...

Mario Quintana, não dá prara discordar, somente ler e se deliciar.
um lindo dia para você, sonia.

Indiana disse...

Hola Sonia,
Fiquei muito feliz com seu comentário.
Verdade nas suas palavras,tenho saudades no meu Brasil de encantos mil. Natureza igual não há,e povo mais espiritualizado e amável não tem no mundo.
Um grande lastima é ver que a cidade onde nasci é um verdadeiro caos.Rio de Janeiro,a volência impera e isso me assusta demais.
Um grande beijo,muita paz, e amo suas fotografias.
Indiana

Olhar o mar disse...

Olá Sonia,

Por aqui passei para lhe desejar uma óptima semana e que a poesia continue a marcar seu amor e sua vida.

Um abraço deste outro lado do mar

Agulheta disse...

Sónia! Por vezes somos sempre a menina,a ingenuidade de outrora continua presente sempre na vida,a fotos lindas como sempre.
Beijinho de amizade.
Lisa

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo poema com belas imagens.

beijooo.

ruma2008 disse...

O Brasil é um céu bonito.
Obrigado visitando.

ruma

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.