.

.

15 novembro 2009

Minha Alma



Minha alma sobrevoa os mares
Entre brumas e cerração
Sinto palpitar o coração
Busco harmonia em todos os lugares
Um sentimento puro
Vai se formando pelos ares...


Minha alma silenciosa
Ocupa o espaço
O vento me dá um abraço...
Contemplo a perfeição dos mortais
Em ambientes siderais
- Oh! alma grandiosa -
Maior que o meu eu,
Maior que os meus ais!...


Minha alma mutante 
Voa alada como os pássaros
Entre céu e mar
Sente um desejo ardente de amar...
Subo alto, levada pelo vento
Uma estrela brilha no firmamento
Pergunto quem sou 
De onde vim
Para onde vou
Sei quem sou neste momento
Respiro fundo
Sou sim
Sou Ser no mundo
E isto é tudo!

Emília Possídio



As imagens de hoje são de Itapema e Florianópolis, atravessando o mar para o continente, e esta foto que tirei da rodoviária, antes de embarcar para Itapema, onde floripa começa a se preparar para o Natal:

21 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Lindo poema, mais as tuas fotos estão lindíssimas.
Beijos te amo

direitinho disse...

Minha alma mutante voa alada como os pássaros, no silêncio dos ventos entre o céu e o mar.
Mais uma escolha bonita nesta segunda feira de Novembro.

Daniel Costa disse...

Sónia

Adorei o poema e adoro o teu espaço, sinto mesmo a serenidade da Ilha, pelo que deixaste dito e pelo que sinto. Pelo próprio template, a preto, que criaste o teu blog revela muita imaginação.
E pronto perdi-me, fica feito o comentário.
Daniel

Chica disse...

LIIIIIIIIIIIIINDO! A alma pode apenas ficar bem com tudo isso!beijos,linda semana,chica

REGGINA MOON disse...

Querida Sônia,

Vir aqui é sempre estar num lugar repleto de bom gosto, lindas imagens e belos poemas!Amooo...

Um grande beijo e que tenha uma ótima semana!!

Reggina Moon

louca esquizoffrenica disse...

Sonia
Minha alma mutante
Voa alada como os pássaros
Entre céu e mar
Sente um desejo ardente de amar...
Subo alto, levada pelo vento
Uma estrela brilha no firmamento
Pergunto quem sou
De onde vim
Para onde vou

Essas alturas de reflexão ajudam a crescer interiormente e descobrir o nosso lugar no mundo. Beijos desde o outro lado do oceano.

Jaclo disse...

Sonia:
Tus fotografías, preciosas como siempre.
Tus versos, son poemas que hablan por sí mismos a la imaginación...
"Tardes de primavera sao mornas,
morren serenas como deverian
ser todas as mortes..."
Y más abajo en otro poema:
"Branca, linda e nua que
veio ocupar a minha rua...!"
Saludos.

(Carlos Soares) disse...

Lindo poema. O importante não é o que SER.É saber SER. Boa semana a todos.

Paula Raposo disse...

Bonito poema e lindas as tuas fotos. Muits beijos.

Sandra disse...

BOM DIA!
Vim lhe convidar, para brindarmos juntos na festa surpresa que a Curiosa preparou para o nosso Querido a amigo João.
A champanhe já está gelando e bolo ficou uma delicia.
Venha para cá...Vamos brindar mais esta alegria em companhia do João!!!
Agora vou, tenho muitos para convidar..

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

Bonito poema, alegre , a respirar alegria de viver; um prazer ler!
As fotos - lindas como sempre!

Um abraço; boa semana!

Vitor Chuva

Adolfo Payés disse...

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos
que tengas una feliz semana..

Eduardo Aleixo disse...

E voei serenamente com a alma do poema...Bj

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso no coraçao e o desejo que tenha uma semana de paz e poesia.

Déia disse...

Oi,
Sorte da nossa alma, que passeia por todos os lugares e aprecia lindas paisagens como estas!

Ótima semana pra vc!

bj

mar salgado disse...

"sou ser no mundo"
Que responsabilidade....

o seu blog recordou-me uma canção que muito gosto, "mourir d`aimer".

um abraço

Fernanda disse...

Querida amiga Sónia,

As suas escolhas são sempre fantásticas, lindas.
Aqui tudo bate certo, tudo é lindo.
Você é um lindo ser do Mundo.

Beijinhos

Rotiv disse...

Lindas palavras e bons registos fotograficos :)

Adorei!

Um sorriso de Portugal :)

http://onzequatrosetenove.blogspot.com/

Malu disse...

Olá, Sônia!
Ah! Esta nossa alma que tudo sente
Que tudo pressente
Que vai a frente, sempre.
Alma eterna
Etérea...
Alma,
A essência de nós.
Lindo poema!
Beijinhos em teu coração

Malu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
elvira carvalho disse...

Um bonito poema muito bem emoldurado nestas maravilhosas fotos.
Um abraço e uma boa semana

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.