.

.

03 dezembro 2009

Flagrantes



Gosto de sentir a felicidade máxima em tempo mínimo. Gosto de sentir o vento quando atravesso a rua e minha saia se levanta como se eu tivesse asas. Bailarina do acaso, danço na calçada, num pequeno espaço, num quadrilátero, ouvindo a música do vento.

Gosto de beijos porque as línguas se encontram no átrio do desejo, labareda que nos consome, coisas que não se dizem, emoções que se calam ...

Gosto de sentir o perfume das árvores, onde flores noturnas se penduram, como estrelas brancas. Outro dia, acreditem, uma folha caiu no meu decote, andei assim maravilhada com aquele presente, a dádiva , o broche, andei como uma Eva vespertina, cruzei a cidade com a minha fantasia.

Gosto da companhia do acaso e gosto de pensar que os tempos não se repetem, os momentos não se repetem, a vida não se repete porque sua dinâmica é mágica, acontece até mesmo em segundos e, no entanto, a memória existe pela eternidade, subvertendo o início e o fim...

Gosto de me despir das folhas e comer os frutos no tempo em que são me dados. Banquetes instantâneos em que flagro a felicidade num átimo, num lapso, num voo com os deuses inconstantes e, assim, me encho de fé...

Célia Musilli



27 comentários:

Chris disse...

Felicidade máxima no tempo mínimo - como a dimensão da forma eleva as palavras e o poema.
Sempre que volto aqui fico encantada com as suas fotos...
Um beijo
Chris

EDUARDO POISL disse...

Um lindo poema!!! é bom bailar com felicidade.
Beijos te amo

Lígia Rosso disse...

Sônia...linda esta postagem...teu blog é simplesmente maravilhoso, um alívio chegar aqui nesses meus dias turbualentos. Obrigado pelo comentário teu lá no meu blog hoje. Infelizmente, não sei o que houve, eu aceitei publicar teu comentário mas não apareceu no meu blog. Mesmo assim, tuas palavras se fazem presentes em meu coração, muito obrigado mesmo. Uma ótima sexta pra ti. Bjus.

M@ria disse...

Gosto de sentir a felicidade máxima em tempo mínimo.

Só isso basta........sem comentários.

Beijos e Bom diaaaaaaaaaaaaaaa

direitinho disse...

É bonito este texto. Parece bem que pare e veja tudo até ao fim
para receber o prémio de colher e saborear o fruto no exacto momento.

Paula Raposo disse...

Muitíssimo belo este poema mágico da Célia!! Adorei. Beijos.

Raquel vicente disse...

Vim agradecer a sua visita. Obrigado.
Bonito o que escolheu hoje, momentos de felicidade e simplicidade, quem é que não gosta disso... beijos e um dia lindo.

tossan® disse...

O momento que eu mais gosto é companhia do acaso depois da amada.
Lindo poema e fotos! beijo

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Vir aqui já se tornu um exercício do prazer diário.
Um lugarzinho cheio de mágica...

Beijo e bom dia =)

Pelos caminhos da vida. disse...

Abraços significam amor para alguém com quem realmente nos importamos.....
para nossos avós ou nossos vizinhos, ou até mesmo para um ursinho amigo......

Um abraço é algo espantoso... é a forma perfeita de mostrar
o amor que sentimos, mas que palavras não podem dizer.

É engraçado como um simples abraço faz nos sentir bem...
em qualquer lugar ou língua...
É sempre compreendido...
E abraços não precisam de equipamentos, pilhas ou baterias especiais...
É só abrir os braços e o coração...

Guarde este abraço!

Bom fim de semana amiga.

Obrigada pelo seu carinho deixado no BLOG VIDA BLOGUEIRA.

beijooo.

louca esquizoffrenica disse...

Sonia

Gosto de sentir a felicidade máxima em tempo mínimo. Gosto de sentir o vento quando atravesso a rua e minha saia se levanta como se eu tivesse asas. Bailarina do acaso, danço na calçada, num pequeno espaço, num quadrilátero, ouvindo a música do vento.

e são esses momentos que trazem felicidade não outros pensados e elaborados por um propósito desconhecido.
Beijos desde o outro lado do oceano.

Wanderley Elian Lima disse...

Realmente a vida é dinâmica, por isso temos que aproveitá-la em cada minuto, porque eles não voltam.
Um abraço

Silvana Nunes .'. disse...

É com muita alegria que volto até aqui para apreciar o seu trabalho e para agradecer a sua visita.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... fala um pouco sobre o Embondeiro,muito conhecida no Brasil como o nome de Baobá, uma árvore muito simbólica para os povos em África.
Volte mais vezes, a cada dia uma história diferente.
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

RenaTinha =) disse...

Lindas fotos e poemas!
Obrigada pela visita!
Aquele texto além de lindo, nos ajuda bastante!

Tenha um otimo fds!
=*

Babi disse...

Fiquei contente por você está seguindo meu blog... eu estou sempre aqui apreciando as suas escolhas nos lindos poemas e pelas maravilhosas fotos da natureza! Parabéns!

a magia da noite disse...

tomar o tempo no tempo certo é saborear o instante no exacto momento de um olhar.

sam rock disse...

Gosto das paisaxes da fotografías e os sentidos versos do post.

Unha forte aperta e bon fin de semana

Helena Teixeira disse...

Aproveito e deixo um convite: participe na Blogagem de Dezembro do blogue www.aldeiadaminhavida.blogspot.com
“O tema é: O Natal na minha Terra”
Basta enviar um texto máximo 25 linhas e 1 foto para aminhaldeia@sapo.pt até dia 8 de Dezembro. Participe. Haverá boa convivência e uma campanha de solidariedade para ajudar Isabela (veja mais no blog da Aldeia)!

Jocas gordas
Lena

cristinasiqueira disse...

Inspirador.

Sempre o balé do vento.
Lindas imagens.

beijos,

Cris

Apareça

Stella Tavares disse...

As palavras e os seus sentidos vão nos conduzindo numa deliciosa leveza. Belíssimo poema!
Bjs

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

Os momentos bons da vida são para ser vividos quando nos são oferecidos:A vida não se repete, nem espera por nós.
Intenso e profundo, para além de bonito, tal como as fotos.

Um abraço.

Vitor Chuva

Radka disse...

Beautiful blog, very beautiful photos, have a nice day Radka.

Dois Rios disse...

Oi, Sonia,

Belo texto. A vida é isso. Fazer da simplicidade uma beleza maior.

Beijos,
Inês

Sonhadora disse...

Belo texto.
Muito profundo.
Beijinhos
Sonhadora

romantic disse...

vim lhe desejar um bom fim de semana!!

Andrea disse...

Sonia querida...eu na verdade fico meia que em êxtase quando entro aqui...fico admirando suas fotos, vendo cada detalhe....é captar luz isso...

"Gosto de sentir a felicidade máxima em tempo mínimo."

Seu blog se resume nisso...:)

Bjo pra ti
ótimo final de semana e obrigada sempre por tua visita e seus carinhosos comentários viu!:)

Nade disse...

Ei, você tá participando da promoção do meu blog?
Corra e inscreva-se, pois ainda dá tempo.
É só clicar no selo no alto da sidebar que o link te leva ao post promocional!
Boa sorte!
Bjs

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.