.

.

09 janeiro 2010

AS DUNAS



Avançam,
sorrateiras,
tangidas pela mão simétrica
do vento.
 
A luz da manhã sobre elas
escorre
como ondas na maré
cheia.
Verdevivos,
os arbustos se agarram
em desespero
à alva memória da areia.
 
Ali,
as dunas espreitam a cidade
— o bote de areia armado —
à espera do tempo.
 
Tácitas,
levam nas costas,
esvoaçante,
o presente;
nos peitos, o passado
semovente.

Adriano Espínola





Imagens das dunas da Lagoa e das imensas pedras na costa da Lagoa da Conceição, clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.

15 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Lindas fotos Sônia, com um belo poema.
Beijos te amo

Chris disse...

Fotos belíssimas e saudades do Verão, por aqui...
Um beijo
Chris

direitinho disse...

No Verão ou no Inverno as dunas lá estão vivas e em metamorfoses constantes. Tem sido fonte de inspiração para muitos, sendo ainda fruto de lindas inspirações

Chica disse...

Belo poema, as fotos, nem falo mais, sempre liiiiiiiiiiindas!beijos,chica

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Oi, Sonia =)
Linda poesia.
Tuas fotos refletem sua sensibilidade, acho estonteantes.

Beijo

Malu disse...

Sônia, minha querida
Tem um presente de coração para ti, lá nas minhas páginas para estas tuas páginas que para mim são um sonho...
Beijinhos e bom domingo

Lídia Borges disse...

Lindas fotos, bem ilustradas pelas palavras.

L.B.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SÓNIA, BELAS FOTOS ENCANTADAS E UM MARAVILHOSO POEMA AMIGA...ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Adolfo Payés disse...

Un bello poema.. como siempre sabes entregarnos maravillas..

Gracias..


Un abrazo
Saludos fraternos..

Luísa disse...

As dunas são metamorfoses das montanhas de areia quando beijadas pelo vento!
Bjnhs e parabéns pelas belissimas fotos que acopanham as delicadas letras!

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre belas fotos e um maravilhoso poema.

Beijinhos

Nuno G. disse...

obrigado por continuar a nos apresentar poemas lindos.
um beijo,
Nuno.

Dennys Reys disse...

Bonito poema e lindas fotos.

REGGINA MOON disse...

Querida Sônia,

Passando por aqui para te visitar e desejar que tenha um belo início de semana!!

Muita Paz & Poesias....

Grande beijo!

Reggina Moon

poetaeusou . . . disse...

*
Dunas,
São como divãs
Biombos indiscretos
Rasgados
por cactos de hortelã,
Deitados nas dunas,
Alheios a tudo
Olhos penetrantes,
Pensamentos lavados
sorrisos bonitos
como na TV . . .
,
in- Os Delfins,
,
conchinhas, ficam,
,
*

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.