.

.

27 janeiro 2010

Eu gosto...



Eu gosto do asfalto molhado,
do cheiro do novo, do coração descascado,
das árvores que dançam ao relento,
do sabor do pêssego, do verso livre,
da voz poderosa e clássica do vento.

Gosto de imaginar como é a criança que mora
naquela pequena verde casa,
onde lá pelas duas da madrugada a luz se apaga,
enquanto eu continuo escrevendo, acordada, lendo,
fumando o último cigarro, à espera do sono,
do nascer dum novo dia, e quem sabe duma outra vida,
onde eu me sinta menos perdida e dividida.

Eu gosto de abandonar velhos hábitos para criar espaço,
de dormir no calor do verão com a janela aberta,
de sentir o frescor que entra no quarto como uma nova era,
da paz que me abraça apertado neste momento sagrado,
gosto de quem passa lá embaixo, na rua vazia,
e imagina como é a criança que sonha aqui em cima.

Isadora Krieger
http://duncankrieger.blogspot.com/




Imagens desta quarta-feira, dia 27/01/2010. Clique na imagem para vê-la em tamanho maior.

18 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Hoje estava um dia especial para fotografar, e você fez muito bem isso meu anjo, o poema é lindo também.
Beijos te amo

El Drac disse...

Belo poema, que transmite a paz eo sossego do resto. Um abraço fraterno.

direitinho disse...

Eu também gosto desse sabor que nos traz cada madrugada.
Que mantenha os sentidos apurados para continuar a desfrutá-los.

Sônia Silvino disse...

Xará!
Aqui tudo é lindo demais!!!
Bjkas!

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindas imagens e o poema perfeito.

beijooo.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Esse poema tem tudo a ver comigo!Vou dar uma olhada no blog.

Bom dia

=)

Mundo Animal. disse...

............,.---._.. ._,-';
.... ,----(..... o`-'.,-´
. /(........`--'._,´
'( ..\. |__|. |'
......|_|...|_| HOLA AMIGA QUE LINDA ENTRADA, QUE TENGAS MUY BUEN DIAAAAA ABRAZOSSSS
CHRISSSSSSSSSSS

Lu Nogfer disse...

Lindo poema!
Saudades daqui mas estou me pondo em dia!Sempre leio tudo qdo venho!Hoje em especial precisava vir aqui sentir essa paz tao bem transmitida atraves das poesias,das imagens e do carinho com o qual foi feito...

Beijos em seu coraçao!

TENHA UM LINDO DIA!
***

SANDRA... disse...

Lindo poema y bellas fotos,espero que tengas un lindo jueves, besitos para vossss..

Daniel Costa disse...

Sonia

Sauí-me... áh, que beleza, que profundidade, que humanidade, que convite a uma larga ideia libertária, emana do poema de Isadora Krieger!...
Daniel

Wanderley Elian Lima disse...

Boa tarde Sonia
Eu prefiro a cheiro de terra molhada dá um ar mais bucólico à vida.
Um abraço.

Juliana Paez disse...

Gosto de como me sinto quando estou por aqui.

Obrigada minha amiga querida por me proporcionar sempre um momento de paz.

Bjo grande da Ju

M@ria disse...

Marcas de Mim...

Quero deixar em ti
as minhas marcas.
De um toque em tua alma.
Viver na tua mente, nas lembranças que te deixo.
De te querer eternamente.
De apenas um toque...
Ficar guardada em ti prá sempre!


Beijos e carinhos meus!!Tedoromigaaaaaaaaaaaaaaa

Fernanda disse...

Amiga Sonia,

Eu gosto de tudo aqui! Tudinho!!!
Da sua bela poesia, que nos mostra claramente que todos temos sonhos, uns mais possíveis do que outros...mas quem não sonha não vive.

Lindas fotos.
Parabéns e um beijinho

Mar Arável disse...

Tudo muito belo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Essa tranquilidade não poderia dar noutra coisa, a não ser, nesse lindo poema.

Linda escolha amiga.

Abraços,

Furtado.

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

Se olharmos bem em nosso redor, com sensibiliade, para as pequenas grandes coisa da vida, não faltarão motivos para sentirmos admiração e contentamento; no fundo,tudo depende do interior da alma de cada um de nós...

Uma abraço.
Vitor

Graça Pereira disse...

Eu vestiria totalmente este poema!
Muito lindo sónia!
Um beijo e um bom fds.
Graça

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.