.

.

27 fevereiro 2010

Milagre


Eu caminhava entre árvores
E espremia nos dedos
O mudo cipreste, roçando
um acridoce olfato
Ao silêncio de meu nariz.
Ali entre cúmplices imagens,
Onde o vento me sabe
E o sem- fundo do lago me diz,
No frescor do mais contido sumo,
Cheirei a poesia, assim do nada,
E caminhei sobre as águas,
O naufrágio por um triz.

Fernando Campanella


Meu peito é uma praia lisa
e de aparente quietude.
Suas águas mais parecem
as águas mansas do açude.
Tudo ordenado, perfeito:
areias, pedras e mágoas.
Haverá algum pensamento,
nesta noite, sobre as águas?

Lila Ripoll


As imagens são de hoje na Praia do Santinho.
No Ilha da Magia os poemas são de minha autoria:

O cheiro do vento brota das folhas,
que cobrem a trilha que leva ao mar,
cheiro doce do mar quando a água
dança numa gostosa tarde de sol,
subindo nas pedras e explodindo no ar.
.......
(Clique no link ao lado para continuar lendo)

17 comentários:

SAM disse...

Sonia,

as imagens deste blog são sempre lindas. E as poesias também.

Lindo fim de semana. Beijos, com carinho.

direitinho disse...

O poema de Fernando Campanella é uma maravilha.
Parece que escolheu cada palavra para cada linha.«um lago sem fundo»

Dora Regina disse...

Sonia, vou resumir meu comentário em uma só palavra...
Maravilhoso!!!

Bom domingo e um super abraço!

Eduardo disse...

Lindo
Cheio de ternura e bucolismo a tua poesia

Gostei muito de passear pelos teus sentimentos
A melodia outra maravilha

Bloguinho da Zizi disse...

É chegar aqui e ficar, apreciar.
gratidão

Ivana Marisa Altafin disse...

Poesia, natureza e música são elementos essenciais para a alma, nos deixam em paz e feliz. Aqui sou feliz. Um domingo cheio de vida para todos!

Pelos caminhos da vida. disse...

"Ao nascer de mais um dia, tudo é lindo e maravilhoso. O caminho que se prossegue, a verdade que se faz presente e a vida que se expressa são os dons da plenitude Divina."

beijooo.

Hariane disse...

Parabéns pelas imagens e, principalmente, pelas poesias, tão lindas.


Bela semana pra ti!
Beijo

Luisa Moreira disse...

Belas fotos, belíssima poesia!

Agulheta disse...

Sónia. Cada poema tem o seu brilho,e cada um uma beleza de palavras.As fotos que os embelezam de igual modo,agradeço a visita sempre querida por lá.
Beijinho Lisa

poetaeusou . . . disse...

*
um belo Post,
os meus parabens .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Norberto Marques disse...

Sónia, desejo-lhe uma óptima semana.

Abraço

Norberto

sam rock disse...

Deixo os meus parabens nesa illa tan chea de plenitude, de fermosura e de versos que namoran aos navegantes émulos de Ulises.

Unha forte aperta e bo fin de semana.

Multiolhares disse...

As fotos são sempre encantadoras deve de ser de uma tranquilidade ímpar viver num local assim e as palavras que as acompanham pintam o resto do quadro
beijitos

Úrsula Avner disse...

Querida Sonia,

Seu blog continua cada vez mais bonito... Obrigada pelo carinho de sempre em meus espaços poéticos. Bj e uma ótima semana,

Úrsula

Priscila Lima disse...

"Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
o que ele sepulta, e o que,
na brisa marinha, é sal, ou precisão de
amor, ou simples ânsia?"
Amei isso...
abraço. belas imagens

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Poxa...haverá algum pensamento?
Forte isso!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.