.

.

16 fevereiro 2010

Poema



Quem me quiser há-de saber as conchas
a cantiga dos búzios e do mar.
Quem me quiser há-de saber as ondas
e a verde tentação de naufragar.

Quem me quiser há-de saber as fontes,
a laranjeira em flor, a cor do feno,
a saudade lilás que há nos poentes,
o cheiro de maçãs que há no inverno.

Quem me quiser há-de saber a chuva
que põe colares de pérolas nos ombros
há-de saber os beijos e as uvas
há-de saber as asas e os pombos.

Quem me quiser há-de saber os medos
que passam nos abismos infinitos
a nudez clamorosa dos meus dedos
o salmo penitente dos meus gritos.

Quem me quiser há-de saber a espuma
em que sou turbilhão, subitamente
- Ou então não saber coisa nenhuma
e embalar-me ao peito, simplesmente.

Rosa Lobato de Faria




35 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

OI Sonia...obrigado pela visita lá no verseiro...
Confesso que gostei muito deste poema que escolheste
Eu ia até destacar uma estrofe, mas o todo é muito bonito
Bom finzinho de feriado para você
Um abraço na alma...
Bjo

Ricardo Calmon disse...

Bela poética transcrição!amei!

um descanso bom para vc e amor Eduardo tuu!

viva la vida!

Meire Jorge disse...

Lindo poema....lindas imagens! TEnha uma boa noite...bjs

Pérola disse...

Uia amiga,amei a sua visita.
Vc sabe q eu adoro aqui,é meu lar vc sabia!!!
Amei o seu texto.
Beijos

Fernanda disse...

Amiga Sonia,

Adoro Rosa Lobato Faria, sabe que ela acabou de falecer, há dias, semanas...
Sabe de certeza.
Eu fiz-lhe uma homenagem nos meus Blogues.
Ela é fabulosa...será sempre, a sua obra falará mais alto.
Este poema fez-me chorar, pela saudade que ela deixou e pela sua beleza.

Beijinhos

UIFPW08 disse...

Sempre escolher a melhor poesia e os gêmeos fotos
Ciao SOnia

Sofá Amarelo disse...

Sou fã de Rosa Lobato faria e tenho pena que nunca tenha sido considerado como um grande vulto das letras e do teatro em Portugal.

Felizmente, fotografei-a uma vez e guardo com muito carinho essas fotos!!!

Laurita disse...

Olá, lindo poema para fotos maravilhosas. Ai que saudades da praia e nós aqui com muito frio!... Beijos

Eduardo Aleixo disse...

Já conhecia este tão lindo poema da Rosa Lobato Faria, que passou para o outro lado, há pouco tempo, mas que nós não esquecemos. É lindo o poema . E lindas as tuas fotos. A proa do barco é linda. Boa semana para ti também. Um beijinho.

Pena disse...

Oh, Estimada e Simpática Poetiza Amiga:
Um poema delicioso, soberbo e majestoso na beleza terna que irradia.
"...Quem me quiser há-de saber a espuma
em que sou turbilhão, subitamente
- Ou então não saber coisa nenhuma
e embalar-me ao peito, simplesmente..."

Extraordinário. Com um métrica e musicalidade fantástica e de fascínio.
Parabéns sinceros. Adorei.
Beijinhos de pura amizade.
OBRIGADO pela ternura deixada no meu blogue.
Com respeito e admiração.

pena

Excelente!
Bem-Haja, fabulosa poetiza amiga!

romantic disse...

poemas que elvolvem o mar muito me encantam e suas fotos me deixa deslumbrada!

ps:foto sua na lateral de coque no cabelo ta linda!

M@ria disse...

Obrigada por vir querida....Sua visita é sempre bem vinda!

Beijos e ótima semana prá ti também!

Maria L. Bózoli disse...

Ai ke saudades do mar Sonia...Beijos querida.....amo passar por aki......Bom diaaaaaaa

Vieira Calado disse...

Claro que esta mulher era um excelente poetisa!

Beijinhosss

Osvaldo disse...

Sônia;

Rosa Lobato Faria, bem merece que os poetas continuem a divulgar sua obra por tudo que ela deu à poesia e a Sônia ao publicar este poema deu um contributo importante a que os grandes da nossa literatura continuem imortais.

bjs, Sônia.
Osvaldo

Daniel Costa disse...

Sonia

A Ilha é sempre saudade, tão bela se apresenta nas ilusrações, o poema com a assinatura da recentemente falecida, Rosa Lobato Faria, é também um pérola que apreciei ler. Ao ler e recordar a excelente poetisa, mulher multifacetada, não pude deixar de me mocionar, porque fui e continurei a ser admirador do espólio que deixou no campo das letras.
Gostaria que soubesses que o poema "Maria João" não se refere à que conhececemos como bloguista, que também aprecio, mas à minha filha.
Daniel

AROBOS disse...

¡Que delicia de versos y de paisajes! Esta visita es siempre agradable y se la disfruta. Saludos.

Pérola disse...

Bom dia pessoa linda.
Bjs.

Malu disse...

Sonia, Rosa Lobato de Faria tem poemas belíssimos, este que escolheu é um deles.
Beijinhos e boa semana para ti

Léo Santos disse...

Belo é teu poema,
E tão belo quanto tua ilha.
Pela beleza do tema...
Florescem-te prosas e rimas!

Um abraço!

Voltaremos!

Everson Russo disse...

Que lindo, quem me quiser que em leve com tudo que sou,,,,um beijo querida e um dia de paz pra ti.

Silvana Nunes .'. disse...

Do jeito que está fazendo calor por aqui eu queria é estar dentro desta água.
beijo grande.

Mulher na Polícia disse...

Belíssima poesia.
Alimenta a alma...

Obrigada.

:)

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Sônia! Como sempre, caprichando na escolha. Lindo poema.

Abraços,

Furtado.

Vitor Chuva disse...

Olá Sonia!

Intencional, ou não, o poema é uma bonita homenagem a uma mulher extremamente sensível e talentosa: de tudo ela era capaz de fazer um poema, sem que isso lhe tomasse muito tempo. Os amigos - em jeito de brincadeira - diziam mesmo que ela era capaz de compor um poema amoroso falando de nabos e cenouras ... e que saía sempre lindo!

Um abraço; parabéns p'la escolha!
Vitor.

AFRICA EM POESIA disse...

BEIJOS


Beijos são sempre beijos
De tarde, à noite...
Ou mesmo de manhã...
Deixam ternura...
Matam saudades...
E conservam a vida...

LILI LARANJO

HELENA AFONSO disse...

"...embalar-me no peito simplesmente".
Ela, a poetisa Rosa foi simplemesmente genial em tudo o que fez, quando a vi no incio da carreira a dizer poesia na televisão achei-a linda, bela, uma imagem do além.....foi então meu idolo de mulher e assim conquistou o meu apreço até ao fim da sua vida.....

Obrigada pelo seu poema nesta sua pagina e obrigada também pelo comentario no meu post.
HELENA

AFRICA EM POESIA disse...

SoNia
voltei para deixar um beijinho grandeeeeeeeeeeeeee

PÔESIA DO MUNDO disse...

Sônia:

Amiga!

Rosa Lobato de Faria

Adoro è alguèm muito marcante para mim Escritora, Pôetiza, Actora e uma Grande Mulher:

*****

Vimos chegar as andorinhas
Vimos chegar as andorinhas

conjugarem-se as estrelas
impacientarem-se os ventos

Agora
esperemos o verão do teu nascimento
tranqüilos, preguiçosos

Tão inseparáveis as nossas fomes
Tão emaranhadas as nossas veias

Tão indestrutíveis os nossos sonhos

Espera-te um nome
breve como um beijo

e o reino ilimitado
dos meus braços

Virás
como a luz maior
no solstício de junho.


Rosa Lobato de Faria

Continuação de otima semana.

Com Carinho Abraço Meu


Antònio Manuel

VANUZA PANTALEÃO disse...

Quem nos quiser que nos embale nessas ondas, nos mares...
Amei, Soninha!!!Bjsss

Flor ♥ disse...

Boa noite, Sonia... gostei demais desse poema, menina!

Bjs.

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo poema, estar aqui de volta é respirar esse ar gostoso dessa Ilha.

Bons sonhos Sonia.

beijooo.

tossan disse...

Sim leio o lindo poema e logo paro nas fotos que é a minha paixão e você sabre disso. Não tem como ser diferente Sônia. Adorei. Beijo

PS: Me envia a foto de apresentação do blog?

Sonhadora disse...

Sonia
adoro este poema da Rosa lobato faria.
uma grande poetiza.

beijinhos

Gaspar de Jesus disse...

Cara SONIA
Parabéns pelas excelentes imagens, sempre adornadas por belissimos poemas.
Gostei deste da saudosa Rosa Lobato Faria, que nos deixou faz agora uma semana.
Bjs
G.J.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.