.

.

22 maio 2010

Rio do Tempo


A sisudez do tempo não esconde o cansaço,
o desassossego da alma, mas
o lamento das coisas dissolve-se em lembranças,
que ainda guardam a limpidez das águas da infância,
reparando conquistas e derrotas ao redor dos dias.
Memória serena como a dos rios
que seguem eterna viagem para o mar,
mar que também é pura vivência,
sentinela de sonhos,
a guardar os segredos do vento.
Rio e mar são preces a decantar o tempo,
na vigília da memória e das trilhas percorridas,
um ofício íntimo a experimentar maturidades,
que fio por fio vai tecendo um poema de vida.
Não há pranto que aqui se demore,
assim como não há felicidade perene,
mas a vida é assim, esta água cristalina
a escorrer no leito dos rios,
lavando as ruínas deixadas pelo caminho,
espelhando amor de diferentes quimeras.

Sônia Schmorantz



20 comentários:

Glória disse...

Que pensamento bonito, Sônia.
Olhando para esse mar então, tudo vale a pena.

Beijinhos
Glória

ღPat.ღ disse...

Deleite para nós ler-te logo cedo!
Que poema especial Sônia.
As imagens são divinas...
Beijo grande amiga

Fernanda disse...

Amiga Sônia,

Belíssimo poema.
Guardar a "limpidez das águas da infância" é o segredo.
Que seja capaz de o guardar sempre, será eternamente jovem, linda e pura.

Amiga, acabei de publicar a segunda leva das suas maravilhosas fotos no Só Imagens.

Beijinhos e um Domingo muito feliz.

Na casa do Rau

Priscila Rôde disse...

Ai Sônia, bom mesmo é ler você!
Lindo Poema!

Henrique Rodrigues Soares disse...

Sônia que saudade da tua poesia,e quando te visito vejo tão belos versos.

Muito Obrigado!

E parabéns atrasado pelas cem mil visitas.

Desnuda disse...

Sonia,

gosto do que escreve: bem e bonito. Lindas fotos, sempre.

Beijos e lindo domingo.

Priscila Lima disse...

uma perfeição de imagens misturadas com sabedoria.
A pureza dos sentimentos traduzidos em palavras!
Abraço.

Priscila Lima disse...

uma perfeição de imagens misturadas com sabedoria.
A pureza dos sentimentos traduzidos em palavras!
Abraço.

Unseen Rajasthan disse...

Beautiful post and nice shot !!Lovely post !!Thanks for sharing !!

Maria disse...

Amiga, lindo poema como sempre, que acompanhado por fotos tão lindas, fica simplesmente divinal.

"A poesia é o eco da melodia do universo no coração dos humanos." (Rabindranath Tagore)

Tenha uma excelente semana
bjs
Maria

R.Ferrari disse...

Lindissimas fotos.
A segunda é fantastica.
parabéns pelo seu belo trabalho.

AROBOS disse...

Bellos versos para leerlos un domingo por la tarde.

Amor feito Poesia disse...

O amor verdadeiro tem perfume,
uma doce essência no querer amar.

"E só extrai esta essência,
o sábio que sabe vive-lo.
Porque o verdadeiro amor,
por si só é a própria essência."

Joe Luigi

Uma semana de amor & Paz...M@ria

direitinho disse...

Bom dia
Os rios da vida onde tudo se passa.
As memórias e vivências que formam as águas cristalinas.
Muito bonita a mensagem do teu poema.

RETIRO do ÉDEN disse...

«mas a vida é assim, esta água cristalina a escorrer no leito dos rios,lavando as ruínas deixadas pelo caminho,espelhando amor de diferentes quimeras.»

Lindooo Sônia, bonitas palavras e essas fotos estão demais.
Boa semana por aí.
Abraço
Mer

Pedra do Sertão disse...

Oi,Sônia,

obrigada pela visita. Prazer imenso meu sempre que compartilho suas imagens e poesias de que tanto gosto mesmo! abraço

Everson Russo disse...

Que esse rio corra sempre calmo e sereno rumo a felicidade,,,,um beijo de boa semana pra ti amiga....

Malu disse...

Sônia, bom dia!!!!

Tem um selinho para você,lá no INFINITO.

Beijinhossssssssssss

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Rio do Tempo...um encantamento!!!

Lindo demais...parabéns!!!

Um grande beijo e ótima semana!

Reggina Moon

sam rock disse...

A mocidade é algo maravilhoso
Está tão cheia de saudade e magia,
mas o homem nunca a desfruta plenamente
até que a perdeu para sempre.

Thomas Wolfe

Bo fin de semana e unha aperta

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.