.

.

04 julho 2010

A Cor do Amor


Quando alguém perguntar
qual a cor do meu amor,
direi que tem o tom das espumas opalas
que rendam seu olhar

Talvez nuances do desejo
que acalentam o coração
nos ares das pradarias
brincando no verde vazio
poetizando uma canção

Pode ter a luz do ocaso
como a cor da liberdade
ou o tom de uma poesia
abraçada em algum lamento
semitonada de saudade

Mas tem que ter o brilho
do encontro de um olhar,
a magia da liberdade ao prender-se
e a certeza da prisão ao soltar-se


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 12/06/10
Código do Texto: T2315496



12 comentários:

Lídia Borges disse...

"Mas tem que ter o brilho
do encontro de um olhar,
a magia da liberdade ao prender-se
e a certeza da prisão ao soltar-se"

Lindo este dizer, este sentir.
As imagens sempre fantásticas.

L.B.

Chica disse...

Lindo poema da Conceição e tuas fotos,maravilhosas sempre!beijos,chica

Ivana Marisa Altafin disse...

Coisa mais linda esse poema de amor, e existe coisa feia quando se fala de amor? A cor desse amor é azul da cor do mar, é lindo!

Sônia,

Eu levei um susto ao entrar no seu blog hoje, o layout é igual o meu. Tem tudo a ver com a proposta do seu blog; as gotas d'água representando a natureza tão presente na sua vida. Todos temos necessidade de mudar e a sua mudança foi muito positiva.

Uma ótima semana para você. Bjs

Branca disse...

Essa parte diz tudo.
...a magia da liberdade ao prender-se e a certeza da prisão ao soltar-se...
como deve ser: um respeitando o espaço do outro...sempre!

Beijo amiga e boa semana!

Caminhos Poéticos disse...

Os maiores pensadores são as pessoas que passam seu maior tempo presos à duvidas e à tristezas, porém são as pessoas mas felizes que já vi.

Bruno Plagiato

Uma semana de paz e muita poesia.
Beijos...........M@ria

Mahria disse...

Se eu pudesse escolher uma cor para o meu amor, seria azul. A mais linda das cores para mim.


Sempre saio daqui com os olhos cheios e o coração transbordando, é muita beleza.


Beijos
Mah

M@ria disse...

"Que o sussurrar do vento te leve um beijo carinhoso e eterno e me deixe em seus pensamentos para que a distância não apague em ti minha existência."

(Autor desconhecido)

Obs:Tem selinho aqui prá voce, pegue o seu......Beijos!!

Osvaldo disse...

Sônia;

A cor do amor é "opaca" em vários tons porque esconde segredos!...

bjs.
Osvaldo

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Saudades da sua Ilha...linda postagem e verso maravilhoso de Bentes...ótima escolha!!

Tudo lindo como sempre...

Um grande beijo e boa semana!!!

Reggina Moon

sam rock disse...

Hermoso canto de libertad, amor y sentimientos limpios como esas aguas y cielo que aparecen en las fotografías.

Un abrazo

C@urosa disse...

Olá querida amiga Sonia, cada vez que venho aqui fico maravilhado com suas belas imagens e os lindos poemas que tão bem sabes escolher, parabéns. A cor do meu amor é o azul brilhante lá do céu da minha terra, me traz uma paz profunda e muita felicidade.

forte abraço

C@urosa

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo poema. Aprecio muito as criações da Conceição Bentes aqui da terrinha. Grande poetisa. Bela escolha Sônia. Parabéns!

Abraços pra ti e para o Eduardo.

Furtado.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.