.

.

06 novembro 2010

Relativamente


Há hoje um silêncio
que é feito de horizontes.
Minha mente, antes nua,
percebendo preencheu-se
dessa poesia indispensável,
que vive além dos telhados.
Minha alma já sentiu
não haver urgência alguma
para as folhas amarelas
que se desprendem das árvores,
forrando as pedras das ruas.

Adoro esse silêncio...
nele palavras não se vergam,
voam reto em brancas nuvens,...
voltam leves aos meus dedos,
precedidas de altos sonhos.

Ah! Quem dera fosse
também indivisível...
o breve tempo das tardes,
onde todas as frases são versos
nos corpos entrelaçados.

Rita Costa - 30/01/2007, Rio de Janeiro




7 comentários:

Graça Pereira disse...

"Onde todas as frases são versos" e é assim para todos aqueles, como tu,que sentem e vivem a poesia e a tecem minuto a minuto num belo poema.
Bom Domingo!
Beijo
Graça

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para deixar um beijinho.

Sonhadora

SolBarreto disse...

Lindissimo!
"Adoro esse silêncio...
nele palavras não se vergam,
voam reto em brancas nuvens,...
voltam leves aos meus dedos,
precedidas de altos sonhos."

Amor feito Poesia disse...

"Amizades são perfumes dos céus
colocados gota-a-gota em nossa vida
para andarmos sempre
com o perfume de Deus em nós."

Kedma O'liver

Saudades.....Beijos e feliz semana!
M@ria

Poeta del Cielo disse...

Hola, viajando en este hermoso mundo de Blogs del cual pertenezco llegue a tu lindo blog... que esta lleno de hermosas letras con mucho sentir que llenan la vista y tocan los sentimientos y alimenta el alma... muy lindo tu blog...

saludos
linda semana
abrazos

te invito a visitar mi Blog y desde ya se siempre bienvenida... miles de gracias...

http://poesia-del-cielo.blogspot.com/

Permiso para seguir tu Blog.

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

A saudade caminha no espaço
ao sabor do vento,
escrevo sem destino certo
as linhas da emoção,
guardadas no coração.

AMARILIS PAZINI AIRES

Boa Noite e Feliz Semana!M@ria

Sotnas disse...

Olá Sônia, desejo que esteja tudo bem contigo!
Eu penso que sentimos assim, sempre que questionamos o sentido da vida, e qual a importância de cada um de nós nessa vida. Não descobrindo respostas que nos satisfaçam sentimos este silêncio de horizontes, não vemos qualquer urgência na queda das folhas amarela, bem, o caso é que procuramos fazer tudo valer a pena, em cada dia, em cada segundo desta nossa breve vida!
Parabéns Sônia por belo texto de Rita Costa e por belíssimas imagens aqui postadas em seu vento na ilha, tudo de bom pra você e todos ao redor sempre, grande abraço e até mais, neste tão agradável cantinho!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.