.

.

16 novembro 2010

Um Poema de Amor





Não sei onde estás, se falas 
ou se apenas olhas o horizonte, 
que pode ser apenas o de uma 
parede de quarto.
Mas sei que 
uma sombra se demora contigo, 
quando me pergunto onde estás: 
uma inquietação que atravessa 
o espaço entre mim e ti, e 
te rouba as certezas de hoje, 
como a mim me dá este poema. 


Nuno Júdice



5 comentários:

Anna disse...

Sônia, teu espaço é encantador: imagens, poesias, poemas, tudo muito lindo, parabens!

É maravilhoso viajar por este mundo blogueiro quando nos deparamos com espaços especiais como este, que nos enche os olhos e a alma de contentamento, pela beleza que é, literalmente.
Poemas magníficos, parabéns!
Um dia de inspiração divina para você e de paisagens deslumbrantes...
Espero você para conhecer um pouco do Fragmentos de Minha Alma que ainda está engatinhando, mas com enorme desejo de crescer...
Beijos de luz e carinho em seu coração,
Anna

http://fragmentosdminhalma.blogspot.com

Amor feito Poesia disse...

A simpatia e a
amizade são
duas flores enraizadas no
jardim do tempo.

D.A

Beijos & Flores no seu dia...M@ria

Hana disse...

eu estava com saudades deste cantinho, aqui continua lindo, cada imagem que nos mostra o paraíso, e este poema de fundo nossa é tudo perfeito.
com carinho
Hana

Mar Arável disse...

Nuno Júdice

pois claro

Lu disse...

Bom dia! amiga! Sônia

Belo poema!

As fotos como sempre, maravilhosas!

Seu blog é show! Esse lugar é fantástico!

Um excelente final de semana pra te!

Abraço!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.