.

.

13 fevereiro 2011

Cada vez


Cada vez
 que te espreito   
                 na paisagem inebriante
                                      de noites
                                            de fantasmas
                                                         deliciosamente adúlteras
 ternamente
             te acompanho
                    no suplício gostoso
                                 do Carnaval permanente
                                              de nossas vidas orquestradas                              
Cada vez
      Que mergulho
                  No sono de luz
                                     Do calor de tuas artérias de fogo

Escalo pressuroso
                  O porto grande
                         De nossas viagens prateadas
                                                Sempre sem destino.

Jorge Carlos Fonseca 
Dakar, 20 de Novembro de 1976




10 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
As fotos são lindíssimas!!!
Poema de muito bom gosto...
As pedras me fizeram lembrar de Paquetá...
Bjs de paz excelente fim de Domingo pra vc.

Sotnas disse...

Olá Sônia, desejo que tudo esteja bem contigo!
Sempre que por aqui passo encontro belos poemas e muito belas imagens também.
Muito bonito este poema, sensível e romântico, como grande parte dos poemas aqui postados, parabéns pelo belo cantinho Sônia e pelas postagens sempre belas e interessantes, feito estas belas imagens!
Desejo a você e todos ao redor iluminada felicidade, obrigado pelas visitas e comentários sempre carinhosos e gentis, abraços e até mais!

Luís Coelho disse...

Lindo poema que nos transporta através dos mares neste, sonhos coloridos

Amor feito Poesia disse...

Tu enxergas o profundo, Eu insisto em ver a margem
Quando vês o coração, Eu vejo a imagem

Padre Fabio de Melo

Uma semana de Paz e alegrias! M@ria


OBS:Te espero aqui no meu novo espaço
http://mariabozoli.blogspot.com/

*************************************

REGGINA MOON disse...

Sônia,

Belíssima postagem...o poema, a imagem, tudo beirando a perfeição!!

Já estava com saudades desse Vento que sopra em sua Ilha...rs

Um grande beijo e boa semana!!

Reggina Moon

Rosa Carioca disse...

Nunca é tarde para receber palavras bonitas. Muito obrigada.

Nanda Assis disse...

que maravilhaaa, o mundo e feito de lindas paisagens e palavras certas.
seu blog é um mundo!!!

bjos...

tossan® disse...

A primeira foto é magnífica Sônia. Beijo

Lu disse...

Oi! Sônia

Uau! Uau! Quanta beleza* Que bela poesia!!!

Abraços,
Lu

Carmem Teresa disse...

Entre caminhos, viagens poéticas...palavras repletas de encantamento.Visitar seu blog hoje foi um momento privilegiado...Parabens por esse espaço tão bem elaborado.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.