.

.

19 fevereiro 2011

O tom da saudade



A saudade tem tons opalinos,
é o passo mais cansado
de uma dança transcendental

Tem o olhar doador,
onde passeio meus sentidos
mascarados na reflexão
de mim mesmo

E assim perco minha metade
em outra que realizo,
como águas que correm,
que voam aos céus
e voltam à terra


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 17/02/2011
Código do texto: T2798043 



9 comentários:

Priscila Rôde disse...

Teu blog me apresenta uma paz tão grande...

E.R. disse...

Teu blog é como uma cabana do amor
nesta ilha linda.



Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

A saudade é o sentimento que nos mantem, próximos de algo que está distante.
Tenha uma linda semana.
Um abraço

Luciane Morais disse...

Bom dia amiga!

Lindas fotos* Amo as fotos do seu blog*

A saudade quando bate dói. As vezes é uma saudade de alguém que foi embora, ou que não está mais aqui. Outras vezes é uma saudade de um lugar; de um momento já vivido mais que deixou saudade por ter sido tão especial...

Que vc tenha um ótimo domingo* Tudo de bom*

Abraços,
Lu*

Sil disse...

Oi Sonia,belo post, lidíssimas fotos. parabéns!

bjo

Bruxinha do Mundo disse...

Boa noite, moça da Ilha....
Que delícia rever Floripa através de seus olhos...Seus textos e imagens...
Passando pra avisar que reativei meu blog, agora em definitivo....
http://vividick68.blogspot.com/
Beijos iluminados...
Wicca

Graça Pereira disse...

A foto da layout... é esmagadora!
A saudade faz o ciclo da água...sobe ao céu e cai em lágrimas sobre a terra!
Beijo e boa semana.
Graça

Isabel disse...

Congratulations for your blog, I like it very much!

Sotnas disse...

Olá Sônia, desejo que tudo esteja bem contigo!
A saudade, ainda que doa senti-la em alguns momentos, não dói tanto quanto não ter qualquer uma para sentir!
Belo poema por ti postado Sônia, e aquela imagem de apresentação do seu blog, é algo além de fantástica!
Um momento de serenidade e deveras feliz na criação da imagem! Parabéns pela postagem poema e imagens belas por demais!
Desejo a você e todos ao redor infinita felicidade, obrigado pelo carinho das visitas e comentários, abraços e até mais!

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.