.

.

17 maio 2011

Quero escrever-te um poema


Quero escrever-te um poema
Simples, silencioso e suave
Com o sorriso das palavras
E que nas estrelas se guarde 
A luz e a força deste tema.

Quero escrever-te um poema
Brioso, bonito e muito brilhante
Em que o amor mais se reforce
Tornando-o sempre cativante
Quando destas letras se faz lema. 

Quero escrever-te sem palavras
Apenas com as penas que me pesam
Coisas pequenas que com gestos servem
Momentos leves que as mãos levam
Se de olhar sereno meu campo lavras.

Os silêncios destas madrugadas frias
De poemas, palavras, e pensamentos 
Foram canções que se formaram
E cresceram suaves e lentos 
Momentos doces de finas melodias. 


Luís Coelho 


Praia do Farol de Santa Marta, Laguna SC
Complexo eólico que produz energia para a cidade de Osório, RS
Imagem 1 - Lagoa na freeway Porto Alegre, RS

2 comentários:

Luís Coelho disse...

Todos os dias da nossa vida desejamos tornar o amor mais vivo e presente em cada gesto, em cada palavra e cada olhar.
São sonhos de menino que nascem florindo procurando-se em palavras simples que se escrevem diariamente.

Martini Bianco disse...

Lindo poema e lindas fotos Sónia e que feliz coincidência pois ano passado passei por Laguna e estive uma semana em Osório, no RS em casa de uns amigos e lembro-me de passar por esse parque eólico... e mais à frente é Tramandaí, com uma ponte sempre repleta de pescadores. Adorei

Bjs

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.