.

.

15 abril 2012

É a alma que se faz poema



É a alma que se faz poema
pintura

canto

escultura
cultura
espanto
oração e petição

É a alma que se faz seara
flor
valor
e pão

Com a traça
a massa
e a cor
do espírito
que é o amor

Henrique Pedro
Leia mais poemas do autor em http://henriquepedro.blogspot.com.br/

Imagem 1: Guarda do Embau
Imagens 2 e 3: Praia da Pinheira

6 comentários:

regina ragazzi disse...

Que poema lindo e que imagens espetaculares!! Lindo,lindo!! Bjs

HELENA AFONSO disse...

O POEMA É LINDO, mas as fotos são belissimas, onde?
bjº HELENA

Marcia disse...

Lindissimo Sonia,boa semana!

Arantza G. disse...

El poema es sangre que se derrama, vida que apura un instante, es lienzo donde dibujar las palabras.
Besos y un abrazo

Graça Pereira disse...

E as imagens dão alma a este espaço que me é tão querido.
Beijo e uma boa semana.
Graça

O Profeta disse...

Um palco sem luz nem ator
Um idiota armado em estupor
Uma gaiola sem grades
Um papagaio falando de amor

Uma casa cor de chocolate
Um vaso de girassóis cantadores
Um livro com uma palavra apenas
Com o título, fatais amores

O chegar a um cruzamento sem encruzilhada
O morder de uma radiosa maçã
No despontar de um dia azul
Encontrei …Um Anjo pela Manhã…


Doce beijo

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.