.

.

28 julho 2012

Canção Amiga



Eu preparo uma canção
em que minha mãe se reconheça
todas as mães se reconheçam,
e que fale como dois olhos.
Caminho por uma rua
Que passa por muitos países.
Se não me vêem, eu vejo
E saúdo velhos amigos.
Eu distribuo um segredo
Como quem ama ou sorri.
No jeito mais natural
Dois carinhos se procuram.
Minha vida, nossas vidas
formam um só diamante.
Aprendi novas palavras
E tornei outras mais belas.
Eu preparo uma canção
que faça acordar os homens
e adormecer as crianças.

Carlos Drummond de Andrade



3 comentários:

☆Fanny☆ disse...

Sabe tão bem chegar a este mar de palavras! Lindo de se sentir.

Um beijinho*

Graça Pereira disse...

Um poema maravilhoso com estas paisagens que não me cansam.
Estive de férias...também por paisagens maravilhosas. Ainda não escolhi as fotos para a minha postagem.
beijo amigo
Graça

:.tossan® disse...

Eita! Moça você tem talento para poesia, isso já sabíamos, mas na fotografia também! beijo

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.