.

.

22 janeiro 2013

Que seja doce



Então, que seja doce. 
Repito todas as manhãs, 
ao abrir as janelas para deixar entrar o sol 
ou o cinza dos dias, 
bem assim: que seja doce. 
Quando há sol, e esse sol bate 
na minha cara amassada do sono 
ou da insônia, contemplando as partículas 
de poeira soltas no ar,
feito um pequeno universo, 
repito sete vezes para dar sorte: 
que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante. 
Mas, se alguém me perguntasse o que deverá ser doce, 
talvez não saiba responder. 
Tudo é tão vago como se fosse nada.

Caio F. de Abreu


3 comentários:

Florianópolis e sua Magia disse...

Repito... que seja doce então.

Florianópolis e sua Magia disse...

A alma é essa coisa que nos pergunta se a alma existe.
Mario Quintana

António Jesus Batalha disse...

Minha amiga que seja doce o seu viver, que seja doce a harmonia no seu lar, e que seu doce sorriso não pare de brilhar.
António.

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.