.

.

06 julho 2013

Caminho do mar



Não deixo de amar porque envelheço,
envelheço se deixo de amar.

Não deixo de querer porque enlouqueço,
enlouqueço se deixo de querer.

A vida me leva e traz, me sobe e desce,
no céu celeste;
a morte me aguarda um dia, sem simpatia,
no fim da via. 
.
Mas, vou levando a poesia, à luz do dia,
anotando andanças, sem nostalgia;
do sol que me guia, pelas profecias,
descubro a prática desta teoria.

Não deixo de escrevinhar porque me canso,
me canso se deixo de escrevinhar.

Onde o caminho do mar?
Onde partir e chegar?
Onde encontrar seu lugar?

Me diz logo...
Onde o caminho do mar? 

(Raul de Taunay, Trípoli, 7 de julho de 2013)


7 comentários:

Ricardo/águia_livre disse...

Bom dia

Nós estamos e vamos até a nossa imaginação quiser

Nada é mais forte que o pensamento, e esse é muito nosso

Gostei muito de ler

Um Domingo feliz

abraço
*******************
Querendo, visite(m)

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/


Cidália Ferreira disse...

Tão bonito, concordo com o teor do poema....Gostei

Tenha um excelente Domingo.
Beijinho

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

rosa-branca disse...

Olá amiga, maravilhoso poema para lindas fotos que adorei. Beijos com carinho

José María Souza Costa disse...

CONVITE
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com

Sotnas disse...

Olá Sônia, e que tudo esteja bem!

Um belo pensamento, mas por cá tem sido sempre assim. Você compartilhando sempre belos escritos e lindas imagens!
Concordo com o pensamento do escrito!
Enquanto ainda somos é nosso dever fazer tudo que possa valer a pena esta vida que nos foi dada, sendo assim o melhor é vive-la da melhor maneira que ela se apresenta e se torna possível!
Agradeço por tuas visitas deveras gentis e pela amizade e desejo que seja sempre deveras intenso e iluminado o teu viver, grande abraço e, até mais!

Severa Cabral(escritora) disse...

Hoje vim te convidar a visitar o FOLHAS DE OUTONO através do Poema LENTES DO MEU OLHAR!
Que pode ser considerado uma arte,mas que na realidade revela o movimento que tem o teu olhar.
Peço desculpas por não poder deixar comentário,mas te espero lá para falar de vida e de lente que faz reinar a beleza da luz ...
bjs e até minha volta recuperada !

Ritinha disse...

Bom dia...
Envelhecer... Sempre pesno nisso quando olho para minhas netas... Mas me sinto tão jovem, tão cheia de planos, sonhos, a vida como um presente Divino...
Adorei seu texto!!!
lindo!
bjs
Ritinha

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.