.

.

08 dezembro 2013

Feliz domingo...



Algumas vezes é imprescindível ficarmos um tempo a sós.
Lermos e relermos os mesmos capítulos até compreendermos
que histórias têm princípio, meio e fim.
E depois voltarmos aos mesmos campos de lavanda
onde outrora nutriu a doce seiva...
Pisarmos na terra sem mágoa ou dor.
Compreendermos que o solo não fenece,
e que os perfumes de outrora
ainda se encontram embebidos na relva
aguardando novas chuvas.

Arnalda Rabelo





Pertenço àquela parcela da humanidade que passa 
a maior parte de suas horas úteis num mundo muito especial, 
um mundo feito de linhas horizontais, onde palavras seguem palavras, uma de cada vez ... 
um mundo talvez muito rico.

Ítalo Calvino.


5 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Sônia
Lindos versos e a iluminação do template tá linda demais!!!
Seja feliz e abençoada!!!
Bjm de paz e bem

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Oi Sônia! Passando para te cumprimentar e apreciar estes dois belos e profundos textos. Ótima escolha. Parabéns!

Beijos, um ótimo domingo e uma excelente semana pra ti e para os teus.

Furtado.

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Tão lindo. Adorei

Beijo, uma óptima semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ricardo- águialivre disse...

Simplesmente maravilhoso

É super agradável passar por aqui...
~
Deixo abraço
***************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Ritinha disse...

Ah! que gostoso isso!
Palavras que tocam, sensibilizam e transmitem algo bom.
Gosto de quando o tempo que tenho é maior e visitar todos, aqui é um bom lugar.
bjs e obrigada pelo carinho

Ritinha

Quem sou eu

Minha foto
Gaúcha, nos pampas nascida Um grande sonho acalentei Morar numa ilha encantada Cheia de bruxas e fadas. Nessa terra cheia de graça Onde se juntam todas as raças, Minha ilha lança ao poente O azul espelhado da lagoa, O verde silêncio das montanhas, O rumorejar de um mar azul Que beija apaixonado a areia da Minha ilha de renda poética. Não importa se há sol ou chuva, A mágica ilha é sempre azul, Fica gravada na alma e Quem aqui vem sempre vai voltar, Para descobrir novos caminhos, Novos destinos, pois Esta magia nunca irá acabar.

.

.